Nem Te Conto

Sabrina Parlatore revela que congelou óvulos antes de fazer quimioterapia: 'chorava muito'

Com 41 anos, a ex-VJ disse que sempre sonhou em ser mãe e tomou a decisão porque não queria desistir desse sonho

Redação Correio

A apresentadora Sabrina Parlatore, que revelou na terça-feira (21) que está com câncer de mama, disse que congelou os óvulos ao descobrir que teria de passar por uma cirurgia, 16 sessões de quimioterapia e 33 sessões de radioterapia. Com 41 anos, a ex-VJ disse que sempre sonhou em ser mãe e tomou a decisão porque não queria desistir desse sonho.

"A gente [ela e o marido, Alfredo Motta] fez isso antes de começar o tratamento. Mas ainda não sabemos se vou engravidar, vamos ver como o meu corpo vai voltar", explicou a apresentadora em entrevista ao jornal Extra.

Segundo Sabrina, o apoio do seu marido foi fundamental durante todo o tratamento. "Ele ficou super preocupado, mas tentava ter a cabeça fria. Procurou saber do que se tratava e conversou muito com os médicos. Apesar de sofrer muito, eu estava sempre com a imunidade boa, passei bem. Tive uma insônia tão terrível, mas agora o sono voltou ao normal. As funções do meu corpo estão renascendo. A sobrancelha, que caiu toda, cresceu mais cabeluda. Meus cílios, que eram clarinhos, estão enormes e nasceram pretos", listou. 

Sabrina também falou sobre a necessidade de compartilhar essa notícia com outras pessoas. “No início eu não queria falar, pensava que nunca iria revelar, pois é uma coisa íntima. Como uma micose no pé... Vou ficar falando: ‘Olha, gente, tô com uma micose!’. Mas com o passar do tempo, a experiência, tudo que vivi, senti o dever, como figura pública, de dividir essa experiência com todas as mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce, dos exames preventivos", contou a apresentadora durante o programa 'Morning Show' da rádio 'Jovem Pan. 

Ela foi a primeira pessoa da família dela a apresentar a doença. "Sempre faço mamografia todos os anos. Já o exame de toque, não era com tanta frequência, dava uma checada no banho. E cuidei da minha alimentação e do meu corpo para melhorar a imunidade entre as sessões de quimioterapia. Eu tomava sempre geleia real de manhã, e isso foi espetacular. Tomava suco verde, vitamina C, graviola também é um alimento bem legal... E exercícios físicos leves. Se você puder fazer, ajuda a melhorar. Tomei todos os cuidados que me foram recomendados", relembrou. 

Sabrina se emociona em entrevista para o programa 'Morning Show'

Hoje, Sabrina avalia que está se sentindo bem e mais forte do que antes do diagnóstico. "No início, estava muito fragilizada... Queria estar com a minha família, não estava legal para falar. Todas as vezes que ia contar a alguém, eu chorava muito. O interessante é que a minha opinião mudou muito com o passar do tempo. Comecei a observar que o meu depoimento era de grande valia para as pessoas com que eu me comunicava. Não que fosse uma obrigação, mas tive vontade de falar. Quero gritar para o mundo que passei por isso e deu tudo certo", avaliou a apresentadora. 

Correio24horas