Nem Te Conto

Sandy reflete separação do irmão: 'escolhi ser artista menor'

Esposa de Lucas Lima confessou ainda que precisou de um tempo após o fim da parceria com o irmão

Redação iBahia (agenda@portalibahia.com.br)

O fim da parceria com o irmão no palco é assunto recorrente nas entrevistas de Sandy. Convidada do programa  "Altas Horas" deste sábado (6), ao lado de Roberta Miranda e Maiara e Maraisa, a cantora falou mais uma vez da decisão de não cantar mais  com Junior. "Fui muito de coração aberto, sabendo que não ia retomar da onde parei, que eu ia descer uns degrauzinhos. Mas eu também escolhi ser uma artista um pouco menor. Era uma artista que fazia show para 70 mil pessoas em estádio, e fui fazer show em teatro, em casa de show. É um outro tipo de realização, que me preenche muito até hoje. Uma escolha que eu fiz e que me deixa realmente feliz", revelou. 

Foto: Reprodução

A esposa de Lucas Lima confessou ainda que precisou de um tempo para si logo após o fim da parceria com o irmão e admitiu que ficou apreensiva na volta aos palcos. "Logo que acabou a dupla, eu me dei um tempo fora dos palcos, dois anos, terminei a faculdade, casei... Depois comecei a olhar para dentro e ver o que eu poderia tirar dali. Quando o disco ficou pronto, a coisa tomou forma e eu ainda estava um pouco insegura, porque eu não sabia qual seria o meu público", recordou.

Theo e polêmica

Sandy resolveu comentar a repercussão sobre a publicação em que seu marido, o violonista Lucas Lima, revela que Theo, filho de 4 anos do casal, brinca também com bonecas. A cantora falou sobre o assunto durante entrevista no programa de Amaury Jr. "Ele brinca com bonecas, bonecos, carrinhos e trenzinhos e bola e não sei o que, com tudo e a gente não coloca  nenhuma restrição. Na nossa concepção, não existe isso de brinquedo de menino e brinquedo de menina.

A cantora ainda lembrou que a separação foi uma decisão mútua: "A gente sentiu que as possibilidades para nós dois juntos estavam se esgotando um pouco. A gente não tinha mais para onde ir, criar e fazer coisas diferentes. Então, a gente quis explorar o caminho individual para ver o que mais a gente poderia conhecer.", disse.