Nem Te Conto

Taís Araújo relembra adolescência: 'Ninguém queijar beijar minha boca'

Atriz revelou que seu primeiro beijo aconteceu na Bahia

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Em uma live com o Instituto Doda de Si, que tem como diretora a atriz e escritora Suzana Pires, Taís Araújo relembrou do racismo sofrido na sua adolescência. No bate papo, a esposa de Lázaro Ramos contou que o seu primeiro beijo aconteceu na Bahia. 

"Eu era menina negra, de classe média, moradora da Barra da Tijuca. Eu não namorei ninguém naquele condomínio, onde todo mundo se paquerava, eu não era paquerada. Eu fui dar meu primeiro beijo na Bahia, estava em férias na Bahia. Voltei de férias e continuei sem beijar na boca. Ninguém queria beijar a minha boca na Barra da Tijuca. Não ficava com ninguém. Não fazia sucesso com ninguém. Na escola, também não. Só beijei um menino", recordou a atriz. 

"Sempre soube [que existia preconceito], mas quando tive meus filhos tudo se aguçou, embora eu sempre soubesse", pontuou a Taís.