Nem Te Conto

Thaila Ayala fala do casamento com Renato Góes e planos de ser mãe

'Antes tinha horror de pensar em filhos', disse atriz, que grava o longa 'O garoto'

Patrícia Kogut, da Agência O Globo
- Atualizada em

Envolvida com as filmagens do longa "O garoto", de Bruno Saglia, Thaila Ayala precisou fazer uma pesquisa de campo para interpretar sua personagem no filme, uma editora que acaba se envolvendo com um escritor em crise de criatividade.

- Fiz várias visitas a uma editora e descobri um mundo completamente diferente do que imaginava. Pensei que chegaria lá e encontraria um monte de tiazinhas usando óculos. Não é nada disso, é muito diverso, um mundo fascinante.


A atriz está usando uma peruca para o trabalho: - Como ainda existe a possibilidade de uma segunda temporada de 'Coisa mais linda' (série da Netflix), por contrato eu não posso mudar o meu visual. Então, por conta própria, fui a uma loja de perucas em Los Angeles e encontrei uma perfeita. Comprei com o meu dinheiro e, quando mostrei para o Bruno (o diretor), ele achou incrível. A personagem ganhou ares de Amélie Poulain.

Sobre a produção, Thaila comenta que, inicialmente, o noivo, Renato Góes, também estaria no elenco, o que acabou tornando-se inviável por conta da mudança no calendário de filmagens: - Iríamos rodar em agosto do ano passado, mas a liberação dos recursos para o projeto atrasou. Como o Renato começou a fazer a novela ('Órfãos da terra'), ficou inviável para ele.

Segundo Thaila, eles estão desenvolvendo um projeto para o teatro: - Temos muita sintonia profissional. Passamos textos juntos e trocamos muitas opiniões sobre os trabalhos que fazemos. A ideia inicial era lançar esse projeto no teatro logo após o fim de'"Órfãos da terra', mas agora, com o casamento, provavelmente vai ficar para depois.

A cerimônia está marcada para outubro, no Mosteiro de São Bento, em Olinda. A atriz afirma que a vontade de fazer um casamento tradicional surgiu de repente: - Nunca tive o sonho de casar na igreja, mas essa vontade apareceu e estou muito feliz. Não sou uma pessoa com ideias fixas, vou mudando com o tempo, e acho isso muito bom. Por exemplo, durante boa parte da minha vida, eu tinha horror só de pensar em ter filhos. Mas, hoje, vendo exemplos próximos tão bacanas, mudei completamente de opinião. Tenho vontade de ser mãe.

Thaila, que estava morando em Los Angeles devido a compromissos profissionais e vinha ao Brasil esporadicamente para trabalhar, conta que a situação se inverteu: - Agora, a minha base é aqui no Brasil de novo, mas continuo com o meu agente nos Estados Unidos. Por lá, estou negociando atualmente um papel numa produção de terror independente do diretor Steve Campanelli. Devo ter uma confirmação em breve.