Nem Te Conto

Thaila Ayala se manifesta sobre acusações de socialite: 'Absurso'

Atriz foi acusada por Day McCarthy de fazer uso de cocaína na companhia de Anitta

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Acusada de usar drogas por Day McCarthy, Thaila Ayala usou as redes sociais na última terça-feira (28) para se pronunciar sobre a polêmica criada pela socialite. Em seu perfil no Instagram a atriz usou uma foto de Giovanna Ewbank, Bruno Gagliasso e a filha do casal Titi, para comentar as ofensas feitas por Day a criança e desmentir a acusação de uso de drogas.

(Reprodução: AgNews)

"Gostaria de manifestar minha revolta em relação a essas acusações mentirosas a meu respeito sobre um suposto vídeo que obviamente não existe. É absurdo que essa mentira se sobreponha a um crime de racismo cometido contra uma criança. Por favor, vamos parar de dar atenção e espaço a esse tipo de atitude inconsequente e irresponsável. Me solidarizo profundamente com todos que vêm sofrendo esse tipo de ataque virtual. Vamos focar nossos esforços contra todo tipo de preconceito, homofobia e racismo. Por mais amor e menos discursos de ódio", pede a atriz.

(Reprodução: Instagram)
No mesmo vídeo em que acusa Thaila de fazer uso de cocaína, a socialite ameaça Anitta com uma suposta gravação onde a funkeira e a atriz fazem o uso da droga.  Através da assessoria de imprensa a cantora se manifestou sobre a polêmica com uma mensagem parecida com a de Thaila.

"A cantora lamenta profundamente que calúnias absurdas a seu respeito provenientes de correntes de seguidores e likes em redes sociais possam tirar o foco do preconceito, do crime repugnante de racismo e homofobia praticado contra crianças. Anitta se solidariza com todos os que sofrem ataques virtuais por meio das redes sociais e repudia qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo, injúria e mentira. Por fim, a artista faz um apelo para que os meios de comunicação e seus seguidores não deem espaço e credibilidade a discursos de ódio e aproveitadores dessa natureza", afirmou o comunicado.