Nem Te Conto

'Tive relações tóxicas, com manipulação e sexismo', dispara Cleo

Atriz também falou sobre dietas rigorosas e compulsão por comida

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com)
- Atualizada em

Cleo tem enfrentado inúmeras críticas por causa do seu corpo. Haters tem dito na web que a atriz está fora dos padrões de beleza. Em entrevista ao colunista Leo Dias, do portal 'UOL', ela contou como tem vivido e lidado com a compulsão alimentar. 

“Eu entendo há muito tempo o que é a compulsão e via que eu estava ali perto. Me identificava com aquilo. Mas nunca fui a fundo nisso e acho que neste ano eu realmente vi que tinha essa questão: compulsão com a comida. Você está feliz e quer comemorar. Tristeza, alegria, ansiedade, depressão”, iniciou a morena.

Foto: Reprodução | Instagram 

“Não é que é uma desculpa, mas é para onde meu organismo vai. Descobri que tinha muitos gatilhos e que eu acabava indo para um lugar de descontrole total, em forma de autopunição. Não é saudável. Dava prazer, mas não era saudável. Amo comer, mas, quando você perde o controle e aquilo vira um foco, fica doentio e problemático”, revelou.

Ela também revelou que é uma mulher bastante sexual, que adora ver filme pornô, que nunca transou com mulheres e que viveu relacionamentos tóxicos. Vale lembrar que ela namorou João Vicente entre 2009 e 2012 e Rômulo Arantes Neto entre 2013 e 2016. O casal chegou até a fazer tatuagens juntos, no entanto, após o término, Cleo preferiu cobrir o desenho com outros símbolos.

"Acho que ainda não tive (um grande amor). Tive longos relacionamentos, mas foram todos tóxicos. Amei muitas pessoas. Mas tive relacionamentos tóxicos. Tóxicos é quando tem chantagem emocional, muita manipulação, tem muito sexismo, muita hipocrisia. Às vezes, você mesma se torna tóxica numa situação emocional sufocante", disse a atriz. 

Assista a entrevista abaixo: