Nem Te Conto

Traído em 'Os Dias Eram Assim', Renato Góes dispara: 'Tenho que perdoar'

Na história, não bastasse o sofrimento pela separação involuntária de Alice, o médico descobre que é pai de Lucas

Agência O Globo

Romântico inveterado, Renato Góes é daqueles que mergulham e vivem o amor em suas várias camadas, ele diz. Não só acredita numa paixão resistente como a de Renato e Alice (Sophie Charlotte), em 'Os Dias Eram Assim', como aposta todas as fichas numa relação.

"Na minha família eu só tenho exemplos de pessoas que viveram, no mínimo, 15 anos juntos. E a maioria continua até hoje. Eu sempre vi muito amor, parceria, então eu acredito nisso. Se começo um relacionamento é porque acho que aquela pessoa pode ser a mãe dos meus filhos, com quem eu vou passar o resto da minha vida. Sou um romântico à moda antiga", frisa o artista.


Na história, não bastasse o sofrimento pela separação involuntária de Alice, o médico descobre que é pai de Lucas (Xande Valois), e terá que lidar com mais essa decepção: "Imagina descobrir mais uma mentira, e dessa magnitude, vinda da única pessoa que ele nunca esperaria, já que ela foi vítima de todo um jogo de mentiras também".

Mal sabe o Renato da ficção que, além de seu grande amor, ele foi apunhalado pela mulher, Rimena (Maria Casadevall), e o irmão, Gustavo (Gabriel Leone), e que dessa dupla traição nascerá um filho. Para o Renato da vida real, no entanto, parece não haver espaço para ódio e rancor.

"Se acredito no amor, tenho que perdoar. Mas quando li o capítulo, pensei: ‘O cara preocupado se vai atrás do grande amor para não magoar a mulher, e ela transando com o irmão dele. Isso ia me causar uma revolta. Só que esse é um primeiro ponto de vista, e é egoísta. E o que ele causou nela nos últimos cinco anos?", pondera.

A intensidade na atuação faz de Renato um dos grandes destaques da série. Resguardado, ele não diz se está namorando Maria Casadevall, mas admite a química com ela e com Sophie: "Quanto mais respeitosa é a entrega, mais verdadeira ela fica porque você se permite".

Exercitando a paternidade com o personagem, o pernambucano de 30 anos sonha ter sua própria cria: "Já tem uns dois anos que eu estou com essa vontade de ser pai".