Nem Te Conto

Valesca Popozuda revela que a mãe já ficou sem comer por reclamação da patroa

Filha de funcionária doméstica, cantora desabafou sobre o caso do menino Miguel

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


A cantora Valesca Popozuda usou o perfil do Twitter na tarde desta sexta-feira (5) para desabafar sobre o caso do menino Miguel, que morreu na última terça-feira (2) ao cair do nono andar do prédio em que a mãe trabalhava em Recife, Pernambuco. Filha de funcionária doméstica, a funkeira saiu em defesa da mãe da criança, e disse que a mãe dela já ficou sem se alimentar porque a patroa reclamou.

"Tem um trecho do meu livro que eu conto quando minha mãe era doméstica e precisava me levar com ela, era o único momento do dia que a gente tinha a refeição. E um dia uma ex patroa dela reclamou que minha mãe iria fazer dois pratos, naquele dia minha mãe não almoçou, apenas eu almocei. Quando eu vejo pessoas argumentando porque a mãe do Miguel levou ele, eu lembro da minha mãe que não tinha com quem me deixar, ela precisava me levar, e eu ajudava minha mãe com 8 anos a fazer faxina pra que ninguém reclamasse que eu estava lá", desabafou Valesca.



No dia 3 de junho, Mirtes Renata de Souza saiu para passear com os cachorros na família para qual trabalhava em um prédio de luxo em Recife (PE). A funcionária deixou o filho com a patroa e o menino, que chorava à procura da mãe, foi deixado em um elevador sozinho. Perdido, ele caiu do nono andar do prédio e não resistiu.