Nem Te Conto

'Virei uma leoa para defendê-lo', diz mãe de Pabllo Vittar

Morando em Uberlândia na casa que Pabllo comprou para ela, Verônica assiste de perto a ascensão do filho

Carol Marques, da Agência O Globo
Para Verônica Rodrigues, a véspera do Dia das Mães foi um dia normal. “Estou faxinando a casa, deixando tudo arrumado. Vida de mãe é isso, né?”, resigna-se ela, que é mãe de Pabllo Vittar. A data não será comemorada com a cantora. “Ele tem show em Goiânia e logo depois já viaja. Estou acostumada a não tê-lo nestas datas”.

Não há qualquer traço de tristeza na voz de Verônica. Pelo contrário, ela sabe o quanto o filho lutou para estar onde está. E nos bastidores foi ela quem deu o primeiro pontapé na realização dos sonhos de Pabllo. “Dei força, fiz de tudo que uma mãe pode fazer. Virei uma leoa para defendê-lo, para ensinar a vida como ela é. Então, tenho toda a participação. A base começa pela família”, avalia ela.
Morando em Uberlândia na casa que Pabllo comprou para ela, Verônica assiste de perto a ascensão do filho. E luta para não sucumbir à raiva e a tristeza quando se depara com uma enxurrada de críticas que a drag queen ainda sofre. “Sou mãe e fã. Como fã, é muito difícil ver isso. Como mãe, pior ainda. Mas a gente tem que aprender a conviver com as críticas. Que elas sirvam pra que a gente aprenda a tentar fazer o melhor. Ele faz o melhor”, aponta Verônica: “Muitas pessoas não tiveram a coragem que ele tem de abraçar essa bandeira e levar ao mundo com essa dignidade e com todo o sofrimento que ele passou. Quanto ao sucesso, trabalhamos muito para isso”.