Nem Te Conto

Wagner Moura relembra 'Paraíso Tropical', novela de Gilberto Braga

Ator e diretor relembrou cenas gravadas com Camila Pitanga que voltaram a ser assunto na web

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um dos maiores sucessos na carreira de Gilberto Braga, que morreu nesta terça-feira (27), a novela “Paraíso tropical” (2007) voltou a ser assunto na internet. Telespectadores tem relembrado as cenas de Wagner Moura com Camila Pitanga, Olavo e Babel no folhetim. Em especial, a cena em que Olavo se declara para Babel e a chama de "cachorra" em pleno em pleno calçadão da Praia de Copacabana.

No Brasil para divulgar seu novo filme, "Marighella", o ator comentou sobre o assunto. "Aquela novela era boa demais. Eu adorava fazer aquelas cenas com a Camila", lembra ele.

Nas redes sociais, como o Twitter, fãs foram a loucura, com declarações do tipo “Se um dia eu encontro o Wagner Moura eu não peço autógrafo, peço para ele me chamar de cachorra!”, “No primeiro ‘cachorra’ eu já estava latindo” e “Daria minha vida para estar no lugar dela”. 

Ao saber da repercussão da fala, Wagner achou graça, mas fez questão de destacar que, fora da ficção, ele nunca se referiu a alguém dessa maneira. 

"(Na vida real) Nunca chamei ninguém de cachorra, não", afirmou o ator baiano, de 45 anos, há 21 casado com a fotógrafa Sandra Delgado. Os dois são pais de três meninos. A família mora, desde 2018, em Los Angeles, na Califórnia.