Nem Te Conto

Xanddy revela segredo para manter casamento de 13 anos com Carla Perez

Cantor e a esposa, Carla Perez, participaram da gravação do Globo de Ouro Palco VIVA Axé nesta terça-feira (18)

Eliomar Santos (eliomar.santos@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Xanddy, vocalista do Harmonia do Samba, e a esposa Carla Perez, participaram da gravação do Globo de Ouro Palco VIVA Axé nesta terça-feira (18). Nos bastidores do evento, o pagodeiro bateu um papo com o iBahia e revelou o segredo para manter o casamento de 13 anos com a ex-loira do Tchan.


"O segredo é tentar não deixar as coisas influenciarem. Achar um equilíbrio e, pra nós, o equilíbrio é Deus. A gente tenta viver de uma forma muito normal, muito comum, educando nossos filhos, encontrando um verdadeiro sentindo o tempo todo do que é uma família. A gente está sempre renovando isso dentro da gente. A gente adora ser comum, ser 'normal', a gente adora ir comprar um pão, levar as crianças pra passear... Acho que de uma certa forma isso fortalece ainda mais. A gente é muito pé no chão, além do amor, Deus acima de tudo, e a nossa consciência de buscar o equilíbrio o tempo inteiro", explica.




Ainda durante a entrevista, Xanddy falou sobre o convite para participar desse projeto especial. "A gente nem imaginava que muitas coisas iriam acontecer nas nossas vidas, em nossas carreiras..fazer parte disso passa um filme na nossa cabeça. Temos um pouquinho mais da metade dos 30 anos do axé, da música baiana, é muito legal poder fazer parte de um time que eu via quando era criança, como Luis Caldas, Bell e tantos outros", ressalta.


O cantor também relembrou um momento marcante dos 30 anos do axé. "Lembraria do ano 2000, que foi quando tudo aconteceu pra gente. Inclusive foi naquele ano que a Daniela Mercury, que é uma das grandes representantes do axé, veio na contramão no encontro de trios e ela me chamou. Eu ainda era um embrião no axé music, mas ela me chamou e fui no sentido contrário do circuito até o encontro no Farol. Quando cheguei lá estavam Gil, Caetano... Aquilo pra mim foi um grande acontecimento que jamais vou esquecer. Ali foi um momento marcante tanto pra mim, quanto pra música baiana", recorda.