Nem Te Conto

Yasmin Brunet explica briga de Gabriel Medina com o COB: "O mesmo direito para todos"

A modelo falou sobre o assunto em uma rede social. Gabriel Medina entrou em um embate com o COB para levar a esposa para o Japão

Redação iBahia (redação@portalibahia.com.br)

Após polêmicas, a modelo Yasmin Brunet explicou nesta quarta-feira (07) a confusão envolvendo o marido, o surfista Gabriel Medina, com o COB (Comitê Olímpico Brasileiro). Em uma rede social, ela disse que o pedido de levá-la para as Olimpíadas é um direito dos atletas.

"Em nenhum momento, ele pediu tratamento diferenciado, muito pelo contrário. Ele não está querendo ser tratado diferente dos outros, ele está querendo ser tratado como os outros estão sendo tratados, que as regras se apliquem a todos.", disse ela na rede social. 

De acordo com uma publicação da UOL, o COB anunciou que cada atleta só poderia levar um acompanhante para as Olimpíadas por conta dos protocolos de segurança contra a covid-19. A entidade afirma ainda que Medina tinha escolhido um técnico como primeira opção e Yasmin como segunda - o que significaria que ela não poderia ser credenciada como membro da equipe.

Yasmin em contra partida informou que os surfistas têm direito de levar uma pessoa para as Olimpíadas. E antigamente, eles poderiam levar duas. "Por causa da pandemia - claro, super compreensível, super correto - só se pode levar uma pessoa. Só que eles podem escolher essa pessoa. Inclusive tem uma pessoa levando marido e tem uma pessoa levando um amigo ", contou a modelo. 

No relato, a esposa do sufista foi clara "Ele não quer me levar, como eu já vi em outros lugares para passear pela Japão. Nós somos duas pessoas extremamente conscientes, preocupadas. Isso não é uma brincadeira pra mim, muito menos pra ele.  E a única coisa que a gente queria era isso, o mesmo direito para todos.", finalizou. Yasmin