Documentário sobre o funk traz registro inédito de Mr. Catra em última entrevista; confira


Foto: Reprodução/ Record TV

O público poderá ver imagens inéditas do cantor Mr. Catra, que faleceu em setembro de 2019, aos 49 anos, em decorrência de um câncer no estômago.

A última entrevista dada pelo artista, um dos grandes nomes do funk, estará disponível para os fãs no fim de agosto com o lançamento do documentário ‘Funk.doc: popular & proibido’, do diretor Luiz Bolognesi.

Nos registros, o artista já aparece visivelmente debilitado e bem magro. Segundo a assessoria de Catra, durante o período crítico da doença, o funkeiro chegou a emagrecer mais de 30kg.

Foto: Divulgação

Além de Catra, participam do documentário nomes como Ludmilla, Kondzilla, Valesca Popozuda, MC Rebecca, Tropkillaz, MC Carol, MC Guimê, DJ Renan da Penha e Bonde do Tigrão.

O projeto irá mostrar como o funk quebrou as barreiras do preconceito e levantou pautas sociais importantes, além de ter alcance internacional.

Morte de Mr. Catra

O músico foi diagnosticado com a doença em 2017 e na época afirmou que havia parado de beber e reduzido drasticamente seu consumo de cigarro para realizar as sessões de quimioterapia. O artista foi internado no Hospital do Coração (HCor), em São Paulo, onde morreu.

O laudo da morte do artista indicou que ele veio a óbito por falência múltipla de órgãos, impossibilitando a doação de parte dos órgãos do artista. Apenas as córneas do funkeiro foram doadas para uma menina de 11 anos.

Leia mais sobre Celebridades no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias