Guta Stresser, a Bebel de ‘A Grande Família’ fala sobre diagnóstico de esclerose múltipla: ‘Perdi o chão’


Foto: Reprodução/ RedeTV!

A atriz Guta Stresser emocionou os seguidores no final de semana com um forte depoimento sobre o diagnóstico de esclerose múltipla, doença autoimune crônica e degenerativa que atinge o sistema imunológico e destrói o sistema nervoso.

Em entrevista à revista Veja, a artista contou como começou a perceber que havia algo errado com seu corpo. A doença é a mesma que a humorista Claudia Rodrigues tem e luta há mais de 20 anos contra ela.

“Comecei a esquecer palavras bem básicas, como copo e cadeira. Se ficava duas horas parada assistindo a um filme na TV, logo sentia dores musculares. Tinha formigamentos frequentes nos pés e nas mãos, enxaquecas fortíssimas e variações de humor. O pior era um zumbido constante no ouvido. Parecia que havia ali um fio desencapado, provocando um curto-circuito na minha cabeça”, contou em entrevista à revista Veja.

Na conversa com o veículo, a veterana abriu o jogo sobre o momento em que recebeu a notícia dos médicos. A doença foi descoberta após a realização de um exame.

“Após uma ressonância magnética, recebi enfim o diagnóstico: esclerose múltipla. Perdi o chão na mesma hora. Nem sabia direito o que era aquilo, só que afetava o cérebro, e só isso me soou aterrorizante. O médico explicou que se trata de uma doença autoimune em que o próprio corpo ataca a mielina — a capa de gordura que reveste os neurônios e ajuda nas conexões da mente”.

Sem cura, Guta passou a realizar tratamentos que minimizam os efeitos e sequelas da doença. “Com a ajuda do neurologista, entendi que diagnóstico não é sentença e que, apesar da doença não ter cura, ela tem, sim, tratamento”.

Leia mais sobre Celebridades em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias

Veja também: