Tragédia

Luísa Sonza lamenta morte de fã durante show: ‘Estou arrasada’

Alice Moraes, de 27 anos, morreu durante apresentação realizada em Porto Alegre, no último fim de semana

Redação iBahia
21/07/2022 às 16h58

2 min de leitura
Luísa Sonza
Foto: Divulgação

Luísa Sonza de pronunciou sobre a morte de uma fã durante show por meio das redes sociais. A cantora lamentou o falecimento da estudante Alice Moraes, de 27 anos, em uma apresentação da artista no sábado (16), em Porto Alegre.

O caso é investigado pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul, que procura entender quais foram as circunstâncias da morte da jovem.

“Só soube ontem de tudo que aconteceu e tô arrasada”, iniciou a cantora no perfil do Twitter. “Minha preocupação antes foi falar com a família. Primeiro pedi para encontrar o número da mãe ou irmã para depois vir falar algo publicamente”, explicou Sonza.

“Desejo muita força à família e espero que o caso seja apurado o mais rápido possível”, finalizou.

Entenda o caso

Alice morreu após passar mal no show da cantora que acontecia no Pepsi On Stage, no último final de semana. Ela chegou a ser atendida por uma ambulância que estava a serviço da produtora do evento, mas não resistiu.

Em entrevista ao “Bom Dia Rio Grande”, RBS TV, Camila Rodrigues, amiga de Alice, disse que a jovem começou a passar mal apenas trinta minutos após o início da apresentação de Luísa Sonza.

“Encontrei ela desacordada, sentada ao lado da ambulância numa cadeira branca deitada. Eu questionei para a enfermeira como ela tinha chegado ali e me mandado mensagem se estava desacordada, e a enfermeira relatou que ela própria escreveu a mensagem. Eles me falaram que encontraram ela desacordada no banheiro”, explicou a amiga.

Segundo informações do Splash Uol, que entrou em contato com o delegado responsável pelo caso, ainda é cedo para se falar em negligência por parte do evento.

“A família reclama do atendimento médico no local. Mas eu estou ouvindo as pessoas. Ouvimos familiares, os atendentes médicos, o pessoal da produção e é prematuro falar nisso [negligência] agora. As pessoas podem estar emocionadas com o episódio. Tem que formalizar tudo primeiro para ouvir uma manifestação nesse sentido”, disse o profissional.

Leia mais sobre Brasil no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias