Podcast chama Linn da Quebrada de 'troço' e revolta web; entenda


Os fãs e admiradores de Linn da Quebrada, do “BBB 22”, se revoltaram na última quinta-feira (24) após imagens da gravação de um podcast circularem nas redes sociais. Membros do programa “Tarja Preta” se referiram a atriz como “troço” e foram duramente criticados por internautas.

O podcast apresentado por Robert Kifer, Arthur Petry, Bianca e Kaio D’Elaqua, ainda utilizou termos considerados transfóbicos pelos fãs da sister. “Acho que tem que parar de chamar [de] travesti e começa a chamar de troço, que aí ninguém vai reclamar”, iniciou a apresentadora. “Nesse programa de hoje foi aquele troço lá do BBB”, responde outro.

Ao longo do vídeo eles ainda comentam sobre o episódio em que Lina desabafou após mais um brother ter errado seu pronome. “Se você me chama de ele, eu só ia falar que não sou. Mas o troço fica bravo gente”, disse a apresentadora.

No twitter, os administradores do perfil de Linn da Quebrada pediram a ajuda dos fãs para enviarem comentários transfóbicos sobre a participante para “encaminhar todos para a advogada”. O vídeo do podcast foi enviado e os adms responderam o internauta. “Podem nos informar o nome das pessoas, @ das pessoas e do podcast? Por favor, contamos com a ajuda de vocês”, escreveram.

Após a repercussão do vídeo, internautas se revoltaram nas redes sociais. “Uma dor imensa assistir esse vídeo”, comentou um usuário do Twitter. “Acho que programas assim não deveriam existir. Liberdade de expressão tem limite”, pontuou outra. “Transfobia é crime”, lembrou outro internauta.

Veja o vídeo:

Veja mais notícias sobre celebridades no iBahia.com