"Só transei com 18 anos porque estava doente", diz Monique Evans


Às voltas com as histórias que pretende contar em sua biografia, Monique Evans falou sobre particularidades da sua vida em entrevista à revista Quem. A ex-modelo, que é mãe de Barbara Evans, contou – entre tantos assuntos – sobre a criação da filha, e revelou detalhes íntimos de quando foi abusada sexualmente na adolescência.

Estupro
Fui abusada quando era virgem. Tinha 14 anos, havia começado minha carreira como modelo e dois homens abusaram de mim. Eu nunca omiti nada da minha vida. Ser estuprada foi uma coisa que me marcou, tanto é que nos meus relacionamentos posteriores eu não queria perder a virgindade de jeito nenhum. Só transei com 18 anos porque estava doente, fui fazer uma cirurgia para descobrir se tinha um câncer e não queria morrer virgem. Imagina se eu morro virgem? Eu namorava o cara há um ano e nunca tinha visto “a coisa” dele. E olha que eu sou moderna, hein? Certas coisas eu não fazia mesmo depois de casada, chorava. Marcou muito sim.

Bárbara Evans
A Bárbara é uma menina e é injusto fazê-la passar pelo que eu estou passando. Ela tem que viver a vida dela, curtir as coisas dela. Mas eu adoraria que ela decidisse o que quer da vida. Ela já começou três faculdades diferentes. A minha filha é muito infantil para a idade dela. Eu sempre fui tão super mãe, sempre dei tão conta de tudo. Eu errei com a Bárbara. Ela sabe que eu vou segurar a onda dela. Mas eu já cheguei e disse: “Olha, meu dinheiro vai acabar”. Porque o dinheiro da minha aposentadoria é esse que eu estou usando agora, estou sem trabalhar há muito tempo. Ela posou para a “Playboy”, faz alguns trabalhos, mas viaja, sai, faz compras, e não imagina que vai chegar uma hora que não vai mais poder ser modelo. Eu já disse para ela: “Quer ser artista? Vai fazer um curso de atriz”. A Bárbara precisa entender que tudo que a gente faz tem a parte chata. Ela não gosta de esperar, nem sempre gosta de falar com a imprensa. Ela tem preguiça. Não pode, precisa acordar, correr atrás, fazer a parte chata também. As informações são da revista Quem.

Veja também: