Novelas

'Velho Chico': Beatriz é eleita prefeita de Grotas

A professora será a primeira prefeita da história da cidade

Redação iBahia
27/09/2016 às 8h47

3 min de leitura
Beatriz (Dira Paes) vai ser eleita prefeita de Grotas no fim de “Velho Chico”. Ela, Bento (Irandhir Santos), Padre Benício (Carlos Vereza), Luzia (Lucy Alves) e Piedade (Zezita Matos) estão na igreja aflitos e ansiosos, esperando o resultado da eleição. Estão no meio dessa aflição quando Santo (Domingos Montagner) e Tereza (Camila Pitanga) apontam na porta da Igreja e dão a notícia a ela. “Você nem começou seu mandato e já entrou pra história como a primeira mulher a assumir a prefeitura de Grotas do São Francisco!”, diz Tereza. À sua fala é seguida por fogos que espoucam no céu do lado de fora. “Eu… eu fui eleita? Eu fui eleita, Bento!?!”, pergunta Beatriz, emocionada. “Você foi eleita, Beatriz… foi eleita para dar voz a todos aquele que confiaram seu voto e sua cidade nas suas mãos!”, diz Bento. 

A festa toma conta de todos do lado de dentro da igreja. Beatriz pisa Igreja afora e é recebida com alegria e emoção por todos eleitores e companheiros de luta. Bento vem ao seu lado, apanha sua mão, beija e a suspende no ar… “A nova prefeita de Grotas do São Francisco!”, diz ele. A emoção e alegria toca a todos por igual. Beatriz recebe o carinho e os aplausos de todos, muito emocionada. “Essa vitória não é só minha, é de cada um de nós! É a primeira, mas, não será a última! Cheguei aqui graça ao voto de confiança de cada um de você. Mas pelas mãos de dois homens que Deus, ou a vida, colocaram em meu caminho!”, fala ela, mirando Bento e Benício, agradecida.
Beatriz continua: “Dois homens que viam em mim mais que uma professora, uma mulher! Que me mostravam minha força, no que eu via fraqueza. Coragem, onde eu via fragilidade. E, onde era medo, uma razão para lutar! Que me fizeram ver que homens e mulheres não são iguais por natureza, nunca serão, nem devem ser. Assim como não somos opostos, mas sim, complementares! O que sobra em um, é o que falta no outro! Por isso não quero um governo só para mulheres, ou só de mulheres. Mas quero, assim como os homens, as mulheres fazendo parte desse governo. Quero seus desejos e anseios atendidos, assim como o de cada um dos povos que faz dessa cidade, e desse país, o que ele é!”.
Padre Benício diz que a hora é de parar de discurso para ela comemorar a vitória do povo! O religioso levanta o povo, que responde, alegre. Bento, mira os olhos de Beatriz, cheio de orgulho: “Eu não te disse que era possível, Beatriz! Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só… Mas sonho que se sonha junto é realidade!”. Ela beija Bento com muita paixão. Ele torna em seus olhos. “Agora, não pense que é porque te amo que vou deixar de fiscalizar cada conta e cado ato da prefeitura no seu mandato, prefeita!”, diz ele, brincando. “Até porque, foi para isso que reelegeram o senhor, vereador!”, responde Beatriz, feliz.