Lanche da tarde

Dia da Coxinha: aprenda a fazer o salgado favorito das festas infantis com apenas três ingredientes

Quitute carrega história e sabor da época colonial

Redação iBahia
18/05/2022 às 17h34

2 min de leitura

Comemorado no dia 18 de maio, a origem da coxinha ainda é uma história incerta, mas é inegável que o quitute é um grande sucesso nas festas infantis brasileiras.

Com inúmeras versões, no Brasil, a história da coxinha surge no final do século XIX, em uma fazenda da família real, localizada na capital Paulista.

De acordo com o relato do livro “Histórias e Recitas- Sabor, tradição, arte, vida e magia”, da pesquisadora e escritora Nadir Cavazin, o quitute ganha forma após a Princesa Isabel esconder a deficiência do filho.

O herdeiro, que rejeitava qualquer outro prato além da coxa de frango, fez com que a cozinheira do castelo inovasse quando o pedaço específico acabou.

Assim como a receita tradicional ganhou várias versões, o iBahia foi em busca de uma forma mais simples de fazer coxinha de frango.

Com apenas três ingredientes e de rápido preparo, o prato é digno da realeza e uma ótima opção para o lanche da tarde.

Ingredientes para a massa:

  • 4 copos de farinha de trigo
  • 2 caldos de galinha
  • 4 colheres (sopa) de manteiga

Como fazer:

  • Em uma panela, adicione 4 copos de água, coloque uma pitada de sal, coloque a manteiga e o caldo de galinha, misture e leve ao fogo.
  • Quando levantar fervura, adicione a farinha de trigo aos poucos e mexendo sem parar (para não empelotar) até desgrudar do fundo da panela.
  • Retire do fogo e sove. Em seguida, molde na palma da mão e coloque o recheio e frite.


Leia mais sobre Gastronomia no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias