Novelas

Aguinaldo Silva explica fantasia em nova novela 'O Sétimo Guardião'

Autor disse ainda que já teve vontade de fazer um remake

Agência O Globo
- Atualizada em

Prestes a estrear "O sétimo guardião", próxima novela das nove da Globo, Aguinaldo Silva vai voltar ao realismo fantástico. E a escolha muito se deve por estar difícil competir em atenção com a realidade.


"O fato de a realidade, não só a brasileira, mas do mundo, estar muito mais forte do que a ficção. Não dá para você ser realista nesse mundo. O próprio mundo, os acontecimentos são tão terríveis que decidi voltar para o realismo mágico, mundo fantástico, para tentar sair desse mundo terrível em que a gente vive", explicou o autor em entrevista ao canal do Youtube Pretexto.

No papo, o autor disse ainda que já teve vontade de fazer um remake, mas desistiu por acreditar não ser possível reproduzir tão bem uma primeira versão. "Já fui muito tentado. Queria reescrever 'Tieta'. Mas a novela é como o jornal. Não existe nada mais velho amanhã que o jornal de hoje. A novela funciona quando ela entra no ar, naquele momento exato. Depois, quando faz a segunda versão, não é a mesma coisa. Uma segunda 'Tieta' não seria como a primeira, embora continue passando e continue atual."

Com 75 anos, Aguinaldo Silva confessou que já pensou em para quem entregaria uma novela em andamento, caso precisasse se ausentar, por questões de saúde, por exemplo. "Se eu tivesse que me ausentar, e eu faço muito isso, não sou uma criança, tenho 75 anos, penso nisso... Mas se tivesse que deixar alguém de plantão, eu escolheria o cara que foi meu parceiro durante anos, o Ricardo Linhares".