Novelas

Arlete Salles justifica mentira de Naná sobre paternidade de Remy em 'Segundo Sol'

No dia do velório de Remy (Vladimir Brichta), a matriarca da família Falcão vai se ver obrigada a revelar o grande segredo de sua vida

Agência O Globo

A vida de Naná (Arlete Salles) está prestes a passar por mais uma reviravolta em “Segundo sol”. Só que, desta vez, vai ser de proporções inimagináveis. No dia do velório de Remy (Vladimir Brichta), semana que vem, a matriarca da família Falcão vai se ver obrigada a revelar o grande segredo de sua vida: seu primogênito, que está dentro do caixão, é, na verdade, filho de Nestor (Francisco Cuoco), e não de Dodô (José de Abreu). Para a atriz, a mentira guardada a sete chaves é justificável.

Foto: Divulgação | TV Globo

— A mentira nunca é uma coisa boa. Lealdade é melhor do que tudo. Mas, por ser tão maternal, Naná não quis privar o filho de ter um pai, já que Nestor estava preso por conta da sua atuação política — defende Arlete, que acrescenta: — É justificável a postura dela, que só queria ter uma família. Acredito, no entanto, que se ela tivesse sido sincera, teria evitado esse momento de tanta dor.


Na sequência das cenas, Nestor, que sempre soube da verdade, pega uma das alças do caixão, que está seguindo para a cremação. Acontece que Dodô, que odeia o comerciante por saber que ele é o grande amor de sua ex-mulher, faz um escândalo e impede que o rival siga em frente. Na confusão, a verdade é jogada ao ventilador, para o espanto de todos. Para não atrapalhar o ritual, Naná pede para se explicar somente no dia seguinte. Arlete admite que, se estivesse na mesma posição de sua personagem, agiria da mesma forma.

— Eu iria me arrepender no futuro, mas mentiria para me preservar de todos os sofrimentos — afirma a atriz de “Segundo sol”.