Novelas

Em A Vida da Gente, Ana se revolta e bate de frente com Eva: ‘Não vou mais ser sua filha"

A ex-tenista ficará revoltada após as diversas atitudes da vilã contra Manuela

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Ana (Fernanda Vasconcellos) vai dizer algumas verdades para Eva (Ana Beatriz Nogueira) no desfecho de A Vida da Gente. A esportista exigirá que a vilã trate Manuela (Marjorie Estiano) com mais respeito ou, caso contrário, irá se afastar dela. "Ou você resolve isso de uma vez por todas ou eu não vou mais ser sua filha", enfatizará a mocinha.

A megera se aproveitará de um momento de fragilidade da ex-tenista, que rezará na capela do hospital durante a cirurgia de Júlia (Jesuela Moro). "Não fica assim, vai dar tudo certo. Ela é uma criança iluminada, Deus não vai permitir que nada de mau aconteça com ela", consolará a senhora.

"Ok, mas acontece que a minha irmã também está sendo operada neste momento", lamentará Ana. "Quanto a isso, eu não quis falar nada com medo de ser mal interpretada. Manuela sempre teve a saúde debilitada desde criança. Até um vento forte parecia que ia derrubar essa menina. Ninguém sabe em que estado está esse fígado", disparará Eva.



Revoltada com tantas atrocidades, a moça vivida do Fernanda Vasconcellos se exaltará: "Eu já acabei e para sempre, mãe. Porque nem em um momento como esse você é capaz de dar trégua, de se deixar tocar". A perua, então, retrucará: "Mas eu estou solidária".

"Está sim, a você mesma. E ao seu único interesse que é me afastar de todo mundo, da minha irmã e fazer de mim uma coisa sua. Mas ouve o que eu vou te dizer. Ou você resolve isso de uma vez por todas ou eu não vou mais ser sua filha", emendará a treinadora de Sofia (Alice Wegmann).

Eva contestará, afirmando que não aceita ameaças. Ana aproveitará para dizer algumas verdades para ela: “Não é uma ameaça, mas a constatação do tamanho da sua loucura. E eu te digo mais. Uma mãe que é capaz de criar entre duas irmãs uma equação perversa, tudo para uma e nada para outra, não é uma mãe. Por isso, eu te digo e, desta vez, é muito sério: ou você tenta agir como uma pessoa equilibrada e humana como a Manuela sempre mereceu ou eu não vou mais relacionar com você”.