Novelas

Emocionante! 'Velho Chico' termina com despedida singela a Domingos Montagner

Na última cena, o ator, que interpretou Santo, aparece navegando pelo Rio São Francisco

Redação Correio*
- Atualizada em

Na última cena, Santo aparece navegando pelo Rio São Francisco (Foto: Divulgação)

O último capítulo da novela Velho Chico na noite de sexta-feira (30) emocionou o público com uma homenagem a Domingos Montagner. Na última cena, o ator, que interpretou Santo, aparece navegando pelo Rio São Francisco. A embarcação Gaiola Encantado, que leva fantasmas para o além, no rio, simbolizou a partida de Montagner, que morreu afogado no Rio São Francisco semanas antes do fim da novela.
Como algumas cenas dos capítulos finais ainda não haviam sido gravadas, a direção decidiu se valer da câmera subjetiva no lugar do ator. Com isso, o público pôde ver os ângulos e enquadramentos que Santo via e os atores que contracenavam com o personagem se dirigiam diretamente à câmera.

Tereza, vivida por Camila Pitanga, olhando para Santo durante o casamento (Foto: Divulgação)

Após a perda do intérprete, a história de Santo seguiu seu desfecho como naturalmente aconteceria. E ele, finalmente, casou-se com Maria Tereza (Camila Pitanga), o amor de sua vida. A cerimônia terminou com uma rara chuva caindo sobre a cidade de Grotas do São Francisco.
O último capítulo começou com o delegado Queiroz (Batoré) e o prefeito Raimundo (Saulo Laranjeira) tentando pegar documentos da Prefeitura, porém foram barrados por Beatriz (Dira Paes), nova prefeita eleita de Grotas do São Francisco. Quando começaram a queimar os arquivos que poderiam incriminá-los, foram pegos pela Polícia Federal e presos em flagrante.
Carlos Eduardo (Marcelo Serrado), ao ver na TV Afrânio (Antônio Fagundes) fazendo delação premiada, fugiu com o dinheiro roubado em um iate e foi perseguido pelo rio São Francisco por Cícero (Marcos Palmeira). Em terra firme, Bento (Irandhir Santos) interrompeu Carlos Eduardo e tomou dele a mala com dólares. O deputado teve que comprar o burro de uma pessoa que passava pelo local para continuar sua fuga.

Deputado Carlos Eduardo (Marcelo Serrado) morreu desidrato no meio do sertão (Foto: Divulgação)

De volta à sua casa, Afrânio liberou Cícero e Dalva (Mariene de Castro) para viverem suas vidas. O jagunço se declarou para a empregada e a convenceu a viver com ele.
Isolado na caatinga com o burro empacado, Carlos Eduardo surtou, teve alucinações e morreu desidratado no sertão em meio às notas de dinheiro que levou consigo.
Afrânio deu a galinha da família de Sá Ribeiro para Miguel (Gabriel Leone) como símbolo de herança e perdão do avô ao neto. Em seguida, viajou de barco com Iolanda (Christiane Torloni). "Pela primeira vez encontrei paz na minha vida", disse o ex-coronel Saruê.
Durante seu passeio na praia, Afrânio avistou Martim (Lee Taylor), o filho que renegou, e lhe deu um abraço caloroso de reconciliação. Após a cena emocionante, o ex-coronel e Iolanda andaram pela praia contemplando a bela paisagem. A novela deixou em aberto se Afrânio viu o filho ou uma miragem.

Afrânio reencontra filho Martim em passeio e dá caloroso abraço de reconciliação (Foto: Divulgação)

Luzia (Lucy Alves) deixou a casa onde vivia com Santo. Na lavoura, repetiu a história de sua vida e encontrou um bebê na plantação. No início da novela, o capitão Ernesto Rosa (Rodrigo Lombardi) também achou uma criança recém-nascida e batizou de Luzia. Ela homenageou seu pai e chamou o bebê de Ernesto.
Enquanto Santo e Tereza se casavam, Olívia (Giullia Buscacio) rompeu a bolsa e deu à luz seu filho com Miguel. Cinco anos depois, Miguel e Olívia comemoraram o sucesso do projeto ambiental e agrícola em um almoço com os personagens da novela, incluindo Santo, que encerrou a trama navegando no rio São Francisco.
Correio24horas