Novelas

Glória Perez rebate crítica sobre apologia ao tráfico em A Força do Querer

A autora da novela enviou mensagem ao programa Fofocalizando, comandado pelo jornalista Léo Dias, no SBT

Redação do Correio 24 Horas
Glória Perez resolveu abrir o coração contra as acusações de que a novela A Força do Querer faz apologia ao tráfico de drogas e inferioriza a polícia. A autora do folhetim das 21h da Globo se posicionou em mensagem enviada ao programa Fofocalizando, comandado pelo jornalista Léo Dias, no SBT.

"Léo, eu não tenho medo nenhum disso. Eu acho isso uma grande baboseira. Você lembra em 'O Clone'? Quando eu fiz a Mel, que era uma campanha super bem-sucedida, premiada até pelo FBI, pelo DEA dos Estados Unidos, como a melhor campanha contra drogas já feita. Eles fizeram a 'Melconha'. Magina!".
E continuou explicando seu ponto de vista em relação aos descontentes: "Eu só acho que realmente é uma sacanagem ficar achando que uma novela que ponha polícia na posição que nós colocamos, com a personagem valorosa, honesta e tudo. Defendendo os princípios, defendendo a segurança do Estado. É uma sacanagem falar que isso é uma apologia ao tráfico. Mas sempre alguém vai falar alguma coisa, eu não estou nem ligando para isso. Eu acho que a Juliana (Paes, inérprete de Bibi) tem razão, se ela não quer falar disso, ela não quer reduzir o trabalho dela e a novela a uma coisa que não é".
Glória também se manifestou em seu perfil, no Twitter, e chamou os descontentes de “pessoal do mimimi”. “‘A Força do Querer’ é uma novela, não é uma cartilha de moral e cívica, que ainda pode ser encontrada nas boas casas do ramo”.