Novelas

Lucy Alves diz ter pontos em comum com Luzia: 'Luto pelo que quero'

Muito elogiada por sua performance na primeira novela da carreira, Lucy diz não se reconhecer em algumas cenas

Agência O Globo

‘Defendo o que é meu e corro atrás do que me pertence’’. A afirmação de Lucy Alves poderia muito bem estar na boca de sua personagem Luzia, em “Velho Chico”. Inegável ver a obstinação no DNA das duas. A atriz, entretanto, faz ressalvas:

— Luzia está entrando num caminho que não acho legal, está perdendo o amor próprio, indo por um lugar que nunca iria. Ela não é sincera consigo mesma. Até onde isso é saudável para sua relação? Não sei se seria tão possessiva a esse ponto. Eu luto pelo que quero e acredito, mas se a outra parte não quer compactuar, não adianta, porque vai chegar num ponto que vai desmoronar. 

E a mulher de Santo pressente que esse momento está perto de acontecer. Certa de que o marido (Domingos Montagner) está de caso com Tereza (Camila Pitanga), ela, instigada por Carlos Eduardo (Marcelo Serrado), sucumbe e transa com o político (leia diálogo da cena abaixo).

— Ela faz por vingança mesmo. Luzia está em um momento de cegueira, de não saber o quer fazer, tem medo do segredo das cartas vir à tona. Perturbada, ela encontrou cumplicidade em Carlos para tentar separar o casal. Mas é uma relação que não fará bem a ela — adianta a atriz, que foi surpreendida quando viu que os vilões fariam sexo: — Fiquei surpresa, bastante, não sabia que chegaria a esse ponto. Mas se chegou, estou aí para dançar a música.

O que ela diz é que também ficará surpreendida caso Olívia (Giullia Buscacio) seja filha de Bento (Irandhir Santos).

— Até o momento, ela é minha filha com Santo. Se mudar, só a dinastia Barbosa poderá dizer (referindo-se aos autores). Mas, olha, no sertão, acontece muito de ter disputa entre mães e filhas com a figura masculina da família. Existe ciúme da mãe se ela nota que o marido dá muita atenção à filha. Isso existe e a gente mostra um bocado na família dos Anjos. Quando o pessoal fala “Luzia e Olívia não se bicam”, a gente traz essa situação de que falei para a cena, deixando um pouco dúbio — disfarça. 

Muito elogiada por sua performance na primeira novela da carreira, Lucy diz não se reconhecer em algumas cenas:

— Na hora não é a Lucy. Eu fico assustada com algumas cenas a que assisto, porque é realmente uma mudança no meu semblante, fica pesado.

Se a voz da atriz e musicista vem mansa como as águas do São Francisco, ela começa a se agitar quando renega o rótulo de vilã dado a Luzia.

— Não a vejo assim. Vejo uma mulher que não abre mão do marido, da família. Luzia vira bicho quando vai defender o que é seu. E ela dá um duro, diariamente, tem que conquistar e reconquistar as pessoas. Luzia não tem medo de nada, tem uma coragem cega, parte pra cima — teoriza a atriz, que ainda reforça a defesa: — Luzia foi abandonada... Isso é de um vazio tremendo. Ela tem medo de terminar sozinha como veio ao mundo. É uma cabeça atormentada.

A transa dos dois

Carlos Santo e Tereza... Às vezes fico pensando no que eles dizem a nosso respeito. Como se referem a nós? Será que falam com respeito? Com nojo? Será que riem? Eu riria!

Luzia Você tá mexendo com fogo, deputado! Sertão num é capital.

Carlos Não me importo... Contanto que eu tenha o que eles tiveram. Quero que Tereza sinta o desprezo que ela me dá...

Luzia Depois que casei, num tive mais homem nenhum.

Carlos De que adianta, Luzia? Se cada cheiro que ele te deu era o perfume dela que ele sentia?...

Carlos dá um cheiro em Luzia, ela se afasta. Ele tenta outra investida. Enquanto fala, passa a mão pelo rosto, pelos ombros dela, segurando, falando ao seu ouvido, beijando seu pescoço, segurando o seio dela.

Carlos Se cada toque que ele te deu, era a pele dela que ele sentia? Se em cada beijo seu era o sabor dos lábios dela que ele queria? Se cada vez que ele se deitou com você, era ela que ele queria. Nós fomos traídos por eles até mesmo quando estavam conosco! 

Eles se enroscam entre beijos e abraços ardentes.

Luzia Posso me deitá com você, ou com quem fô, mas vô sê de Santo pra sempre! E ele vai sê pra sempre meu!

Carlos Não te quero, Luzia. Quero olhar Tereza e Santo e saber que nós não fomos os únicos traídos!