Novelas

Marina Ruy Barbosa em 'O Sétimo Guardião': 'Usar as redes sociais para caluniar é crime'

Na trama, o casal sofre com a maldade criada anonimamente por Mirtes (Elisabeth Savalla)

Agência O Globo

Aguinaldo Silva vai dar uma alfinetada nos fofoqueiros que apontaram Marina Ruy Barbosa como pivô da separação de José Loreto e Débora Nascimento. Nos próximos capítulos de “O sétimo guardião”, Mirtes envia um e-mail anônimo criticando a relação de Jurandir (Paulo Miklos) e Milu (Zezé Polessa). A beata passa a usar o pseudônimo Tarja Preta para espalhar mentiras sobre alguns personagens, sem que saibam que ela é quem está por trás das fofocas.

Foto: Reprodução

Na trama, o casal sofre com a maldade criada anonimamente por Mirtes. Envergonhado, Jurandir, inclusive, decide abandonar Milu e ir embora de Serro Azul. A história começa a ser contada a partir do dia 11 de março.

Na vida real, a ruiva negou o envolvimento amoroso com o intérprete de Júnior logo depois de ser apontada como pivô da separação dele com Débora Nascimento.

Na pele de Luz, Marina vai atacar os fofoqueiros plantão: “Seja quem for, não pode ficar por aí, impune. Usar as redes sociais para caluniar e difamar os outros é crime. Pode até dar cadeia, sabia?”. Na conversa com Sóstenes (Marcos Caruso), a ruiva fala sobre o que fizeram com Milu e Jurandir. "Se é essa a utilidade que o povo achou pra internet, era melhor Serro Azul ficar sem...", diz ela. "O problema não é a tecnologia, são as pessoas!", fala Sóstenes. Luz continua: "Uma querida como a dona Milu de repente se vê amaldiçoada e escorraçada!".

"Querida pela maioria, mas invejada e detestada por alguém sem rosto...", conclui o avô de Luz. O diálogo vai acontecer na ficção, mas, diante do que rolou nos últimos dias, envolvendo os nomes de Marina e Loreto, parece até um desabafo.

A ruiva desmentiu o caso nas redes sociais. Já o ator publicou um texto no Instagram pedindo desculpa aos envolvidos na história e disse que espera reconquistar Débora. No meio disso tudo, algumas atrizes deixaram de seguir Marina Ruy Barbosa nas redes sociais como forma de protesto contra ela.