Novelas

'O outro lado do paraíso': Amaro desiste de se casar com Estela

Depois da decisão da vilã, o português fica dias sem ver a namorada, até que aparece e diz que sumiu por estar com problema de consciência

Agência O Globo
Amaro (Pedro Carvalho) vai desistir de se casar com Estela (Juliana Caldas), em "O outro lado do paraíso". O rapaz toma tal atitude depois que Sophia (Marieta Severo) avisa que deserdará a filha, caso prossiga com o enlance. Depois da decisão da vilã, o português fica dias sem ver a namorada, até que aparece e diz que sumiu por estar com problema de consciência.
Tensa, Estela pergunta o que houve. "Minha mimosa, eu a amo e quis me casar com vossa pessoa. Pedi sua mão de acordo com todas as regras. Mas sua mãe foi direta. Disse que se eu me casar consigo, perde a herança. Notadamente a parte que se refere às esmeraldas. Fiquei de coração partido. Não posso permitir que perca tudo a que tem direito. Não pode se prejudicar por minha causa", afirma o lusitano.
Foto: Divulgação
A irmã de Gael (Sérgio Guizé) sente o golpe. Mas termina de ouvir tudo que Amaro quer dizer. "Eu devo desfazer nosso compromisso. Não posso prejudicá-la a esse ponto. Minha consciência me impede. Estela, será sempre uma linda recordação em minha vida. Lembrarei de seus olhos com dor...mas com a consciência em paz. Não posso me casar e permitir que perca as esmeraldas. Náufrago da emoção, despeço-me. Sofro, mas meu sentimento, além de grande, também é generoso. Não se sacrificará por mim. Adeus, mimosa", dispara o português, que beija a mão de Estela e vai embora rapidinho.
Inocente, Rosalinda (Vera Mancini) acha linda a atitude de Amaro, por acreditar que ele esteja se sacrificando em prol da filha de Sophia. Mais esperta, Estela perceb o golpe do ex-futuro-noivo. "Posso ser tonta. Apaixonada. Caí na lábia desse português. Mas ele largou de mim porque minha mãe avisou que não vai ter herança. Se casar comigo, ele fica de mãos abanando. Ele não passa de um português safado. Estou fervendo mas é de raiva", brada a caçula dos Monserrat, que corre à janela e grita "Safado! Interesseiro!"
Sentindo-se aliviado, Amaro diz a si mesmo: "Livre."