Novelas

'O outro lado do paraíso': Renato acusa Samuel de assédio

“Tá me demitindo porque é gay. Eu sei que sou gostoso. E não cedi às tuas cantadas”, diz Renato.

Agência O Globo
A máscara de Renato (Rafael Cardoso) vai cair para mais personagens em “O outro lado do paraíso”. Quando Samuel (Eriberto Leão) decide demitir o médico por ter antecipado a alta de Bete (Gloria Pires) de forma irresponsável, Renato o acusa de assédio. “Tá me demitindo porque é gay. Eu sei que sou gostoso. E não cedi às tuas cantadas”, diz Renato.
Foto: Divulgação
Chocado, Samuel se defende: “Eu nunca cantaria um verme como você. Está se aproveitando do fato de eu ser gay para me acusar. É o que homens do seu tipo fazem, quando acuados. Em vez de enfrentar a situação, em vez de aceitarem o erro, inventam uma história que nunca existiu.
O diretor do hospital só consegue se livrar da acusação porque um médico ouviu a conversa. “O doutor Aguiar aqui presente é testemunha de que sua demissão não é fruto de uma cantada mal dada”, fala Samuel.