Novelas

'O tempo não para': Carmen será acusada de roubo

Ela cairá no golpe e acabará desviando dinheiro da empresa

Gabriela Antunes, de Agência O Globo

Nos próximos capítulos de "O tempo não para", Carmen (Christiane Torloni) será acusada de roubar dinheiro da SamVita. Tudo não passará de uma armação de Emílio (João Baldasserini). O advogado obrigará a secretária da empresária, Elza (Nathalia Serra), a dar documentos para ela assinar sem ler. Confiando na funcionária, Carmen cairá no golpe e acabará desviando dinheiro da empresa.

Pouco depois, durante uma reunião com o conselho de acionistas da empresa, ela será acusada de roubo.

- Aqui nesta pasta, esses documentos, assinados pela senhora Carmen, provam que ela desviou ilegalmente muito dinheiro dos cofres da SamVita. O conselho exige o seu afastamento imediato. E mais do que isso: vamos processá-la. O que a senhora fez foi criminoso - dirá o presidente do conselho.

- Mas isso não é possível. Deve haver algum engano. Eu não cometi crime nenhum - responderá a mãe de Samuca (Nicolas Prattes).

- Esses documentos estão assinados, Carmen - insistirá ele.

A empresária examinará os papéis e verá que de fato estão com sua assinatura. Marocas (Juliana Paiva), Samuca (Nicolas Prattes), Vanda (Lucy Ramos) e outras pessoas presentes tentarão defender Carmen, mas ela decidirá se afastar do cargo na diretoria da SamVita:

- Sou inocente. Não fiz nada do que estão me acusando. Mas o melhor agora é eu ficar afastada do meu cargo. Pelo menos até a empresa sair dessa crise.