Novelas

Para sempre na memória: relembre mães marcantes nas novelas brasileiras

Seja no papel de vilã ou de mocinha, a figura materna sempre esteve presente na teledramaturgia. Confira abaixo algumas das personagens que marcaram épocas

Maria Beatriz Pacheco* (maria.beatriz@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Parafraseando um famoso ditado popular, "No coração dos noveleiros de plantão, sempre tem espaço para mamães". Assim como na vida real, as novelas nos mostram como as mães podem ser diferentes e o quão longe elas podem ir por causa do amor que sentem pelos filhos. Seja no papel de vilã ou de mocinha, a figura materna sempre esteve presente na ficção. Confira abaixo algumas das personagens que marcaram épocas.

Foto: reprodução

1. Helena de 'Por Amor' (1997)


As Helenas das novelas escritas por Manoel Carlos carregam os dons da coragem e da empatia. Principalmente quando o assunto envolve maternidade. O que você seria capaz de fazer por amor? Assim como na vida real, Regina e Gabriela Duarte protagonizaram o carinho envolvendo mãe e filha.

A conexão e cumplicidade entre as personagens em 'Por Amor' era tão grande que acabaram engravidando na mesma época e deram a luz na mesma maternidade. No entanto, ao saber que o bebê de Maria Eduarda (Gabriela Duarte) nasceu morto, Helena (Regina Duarte) troca as crianças e passa a novela inteira fingindo ser a avó do próprio filho.

2. Mamuska de 'Da Cor do Pecado' (2004)


E a cota mamãe "osso duro de roer" vai para Edilásia Sardinha (Rosi Campos), ou melhor, a Mamuska de 'Da Cor do Pecado'. Com a morte precoce do pai dos cinco filhos, Napoleão Sardinha, ela os sustentava vendendo sanduíches naturais e sucos em um quiosque na praia.

Com garra e perseverança, criou Apolo (Reynaldo Gianecchini), Ulisses (Leonardo Brício), Thor (Cauã Reymond), Dionísio (Pedro Neschling) e Abelardo (Caio Blat) para serem lutadores imbativéis. Com o intuito de ajudá-los na batalha preparava a sopa mágica, cujos ingredientes são até hoje um grande mistério.

3. Maria da Paz de 'A Dona do Pedaço' (2019)


Assim como muitas mães da vida real, Maria da Paz (Julia Paes) precisou dar duro para sustentar sozinha a filha Josiane (Agatha Moreira) em 'A Dona do Pedaço'. Crente de que o grande amor da vida dela, Amadeu (Marcos Palmeira), havia sido assassinado, ela decide recomeçar a vida e vender bolos em São Paulo. Batalhadora e persistente nos sonhos, a protagonista alcança o sucesso e abre uma rede de confeitarias que recebe o nome de 'Bolos da Paz'.

4. Carminha de 'Avenida Brasil' (2012)

Nem só de mães do bem se constrói esta lista. Para estrear o time das vilãs da família noveleira, não poderia faltar Carminha (Adriana Esteves) de 'Avenida Brasil'. A personagem era um exemplo de desamor pelos filhos.

Além de maltratar a enteada Nina (Mel Maia) durante a infância, ela não pensou duas vezes antes de largar Jorginho (Cauã Reymond) no lixão para ser criado por Lucinda (Vera Holtz). Alguns anos depois, deu uma de "Madalena arrependida" e adotou o garoto,  mas a relação entre eles nunca foi boa. Como se não bastasse, deixou a caçula  Ágata (Ana Karolina Lannes) orfã de pai ao matar Max (Murilo Benicio) no fim da trama.

5. Helena de 'Laços de Família' (2000)

Mais uma Helena de Maneco, mais uma mãe disposta a se sacrificar pela felicidade da filha. Em 'Laços de Família', a personagem de Vera Fischer e Camila (Carolina Dieckman) vivem momentos de tensão após se apaixonarem pelo mesmo rapaz.

Para selar a paz com a caçula, a esteticista decide abrir mão do amor que sente por Edu (Reynaldo Gianechinni). E, em mais uma reviravolta da história, a jovem descobre que tem leucemia e, para salvar a vida dela, Helena seduz o pai da estudante, Pedro (José Mayer), a fim de engravidar e gerar uma criança  doar a célula tronco do cordão umbilical.

6. Maria do Carmo de 'Senhora do Destino' (2004)

Em busca de uma vida melhor para os filhos Maria do Carmo (Suzana Vieira) deixou o sertão nordestino para tentar a vida no Rio de Janeiro. No entanto ao chegar na "cidade maravilhosa" se deparou com o ápice da ditadura militar no Brasil. E no meio ao caos acabou tendo a filha caçula Lindalva sequestrada por Nazaré Tedesco (Renata Sorrah). Após passar um tempo presa por se envolver por engano em um protesto ela então jura, diante dos filhos e do irmão, que sua vida será dedicada à tarefa de localizar a filha, desejo que acaba se concretizando.

7.Bárbara de 'Sangue Bom' (2013)

No time das matriarcas antagonistas, não poderia faltar Bárbara (Giulia Gam) de 'Sangue Bom'. Para provar ser uma pessoa caridosa, a megera adotou cinco crianças, mas não cuidou de nenhuma delas com amor.

O carinho, na verdade, só partia de Malu (Fernanda Vasconcellos), única filha biológica da fracassada atriz que inventava histórias mirabolantes com as crianças para conseguir espaço nos holofotes.

8. Dona Lourdes de 'Amor de Mãe' (2019)

Até mesmo a pausa na exibição de 'Amor de Mãe' por conta da pandemia não foi suficiente para impedir os telespectadores de se emocionarem com a história de Lurdes (Regina Casé) em 'Amor de Mãe'. De origem simples, a protagonista viu o esposo Jandir vender o filho Domênico, de 2 anos, para Kátia, uma aliciadora de menores do Rio de Janeiro.

Vinte e seis anos se passaram, mas a nordestina jamais esqueceu do pequeno e do sonho de reencontrá-lo, sonho esse que se torna realidade após ela descobrir que Danilo (Chay Suede), filho de Thelma (Adriana Esteves), é na verdade a criança perdida.

*Sob supervisão da repórter Isadora Sodré