Novelas

Presa em Pega Pega, Nanda Costa revela ter saído da zona de conforto para atuar em novela

Atriz conta que enfrentou inseguranças para interpretar Sandra Helena

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A atriz Nanda Costa abriu o jogo e revelou que se sentiu desafiada para interpretar Sandra Helena em Pega Pega, personagem engraçada e diferente de todas as outras que ela havia feito. "Saí da minha zona de conforto", confessou.

"Foi fundamental na minha carreira. Eu nunca tinha feito comédia, achava que não sabia fazer, morria de medo e me achava menos atriz por isso. Eu aprendi a gargalhar e perdi o medo com ela, foi libertador!", completou Nanda em comunicado da Globo.

A artista relembrou um momento marcante que a fez sentir prestígio por ter embarcado de cabeça na comédia: "Fui ao banheiro em um bar e entraram duas pessoas falando de mim, da personagem, e imitando a gargalhada da Sandroca. A parte mais legal é que elas não sabiam que eu estava dentro da cabine. Parece besteira, mas isso me marcou e me deu alegria".

Na novela das sete, a vida boa de Sandra não dura muito. Apesar de fazer parte do núcleo que nos proporciona gargalhadas, a camareira é presa em flagrante ao tentar se livrar dos dólares roubados do Carioca Palace.

Enquanto estava na prisão, a atriz lembra que a personagem passou meses sem contracenar com Agnaldo (João Baldasserini). O recepcionista foi detido e gravou muitas cenas na cadeia. De acordo com Nanda, a prisão da loira na trama rendeu um passo de dança próprio deles.

"Nós estávamos gravando vestidos de presidiários. João estava meio cabisbaixo, daí eu chamei ele para dançar um funk na hora do almoço, e eu gravei e postei esse vídeo. Assim surgiu a 'loucodance', uma espécie de dança louca e livre que fazíamos toda sexta-feira", contou a artista.

Além disso, ela também disse que precisava controlar o riso quando atuava com Thiago Martins, Marcelo Serrado e seu namorado na ficção. "Esses três foram parceiros maravilhosos, nos ensaios eu evitava olhar para o João porque podia ter crise de riso. O Thiago virou um irmão para vida inteira. E o Marcelo, com seu Malagueta impecável", concluiu.