Novelas

Tempo de Amar: Inácio e Maria Vitória se reencontram no último capítulo

Casal afirma amor incondicional que sentem mas reconhecem que o tempo passou para eles; saiba mais sobre o último capítulo

Redação do Correio 24 Horas
- Atualizada em

Maria Vitória (Vitória Strada) enfrentou muitas batalhas e passou por todo tipo de emoção em Tempo de Amar. E no final da novela, que vai ao ar hoje (19) não será diferente. A jovem está desolada, após ouvir que Vicente (Bruno Ferrari) foi dado como morto, mas ela não está sozinha!

Comovido, Inácio (Bruno Cabrerizo) procurou a jovem e abriu o coração. Ele pediu para ficar com ela e cuidar da filha deles juntos. "Acredita na força do amor que sinto por ti. Ele é mais forte do que tudo. Nada nem ninguém será capaz de destruir o que trago em meu peito", Inácio se declara.

Maria Vitória está muito abalada com a possível perda do marido, por quem desenvolveu um afeição inesperada, mas se sensibiliza com as palavras de Inácio. Afinal, os dois viveram uma história muito intensa e ela confirma que o amor está presente, mas de uma outra forma. Agora eles vivem um novo momento, o da descoberta do amor incondicional que sentem por Mariana. E essa emoção toma conta deles durante a conversa.


"Tu és um homem bom e íntegro. Agradeço-te por ser um pai maravilhoso e tão presente na vida de Mariana. Eu e tu estaremos juntos, eternamente. A acompanhar nossa filha tão amada, pela vida toda", garante Maria Vitória, indicando que, mesmo que o destino lhe reserve a viuvez, ela não reatara com Inácio.

Tempo de Amar, novela que se passa no início do século 20, chega ao fim nesta tendo tratado de temas bem atuais, como assédio sexual e febre amarela. Na trama de Alcides Nogueira, Olímpia (Sabrina Petraglia) é uma jornalista que luta pelos direitos femininos. Depois de ser assediada pelo dono de uma revista, ela relata sua experiência num grêmio cultural para conscientizar outras mulheres. Num dos encontros, uma participante conta ter sido bolinada num bonde.

Outra abordagem atual foi a febre amarela. Em 1929, de fato, o Rio de Janeiro viveu um surto da doença. Na história, é Geraldo (Jackson Antunes) quem adoece. "A epidemia voltou a assolar nosso país. Perguntei se ele tinha tomado a vacina. Disse que não. Ele precisa ser internado", afirmou o médico Reinaldo (Cássio Gabus Mendes).

Emocionando com o final da primeira novela que protagoniza, Bruno Cabrerizo registrou no seu Instagram cenas dos bastidores da novela. “Fim de mais uma produção. Tempo de amar. Parabéns a todos. Acabamos de terminar. Maravilhosa essa sensação de dever cumprido. E parabéns ao público, que nos premiou assistindo essa novela. Valeu”, afirmou o ator.