Novelas

Trans que inspirou Glória Perez em ‘A força do querer’ está com câncer no pulmão

João Nery foi um dos primeiros homem-trans a passar por uma cirurgia de redesignação sexual

Leonardo Ribeiro, da Agência O Globo

Para compor o personagem Ivan (Carol Duarte) de “A força do querer” Glória Perez foi em busca de várias histórias. Uma delas foi de João Nery, escritor do livro “Viagem solitária - memórias de um transexual 30 anos depois”. Ele, que foi um dos primeiros homem-trans a passar por uma cirurgia de redesignação sexual, descobriu recentemente que está com câncer no pulmão.

Foto: Reprodução/Facebook
— Estava sozinho e o médico foi direto ao dizer que era câncer. Senti uma dor de barriga que até fui ao banheiro três vezes. Não foi fácil, mas quando você fica mais próximo da morte, isso te dá uma grande liberdade. A ideia do vamos aproveitar o dia de hoje fica muito forte — diz João: — Claro que você passa por várias emoções diferentes, muita ansiedade, mas deprimido nunca fiquei. Não sou de me deprimir, de me desgastar emocionalmente.

Fumante desde os 15 anos de idade, e hoje com 67, João estava diminuindo o uso de cigarros desde que sofreu um infarto em junho e precisou colocar três stents nas artérias. Com o diagnóstico do câncer parou de vez.

— Com a vida que eu tinha, desde a época que nem sabia que era trans, quando a discriminação era muita e o nível de ansiedade era alta, o cigarro era uma fuga. E naquela época ele tinha outra simbologia, era glamuroso — relembra: — Adoro fumar, adoro o cheiro, adoro tudo. Foi um grande sacrifício, mas não quero me matar mais. Já chega. (O câncer de pulmão) não deveria ser uma grande surpresa. Afinal de contas, é uma consequência de quem fuma a vida inteira.


João Nery recebeu a notícia em agosto, mas tornou público agora que vai começar a quimioterapia. Estava cansado de recusar os convites para palestras e eventos da militância e se explicar a um por um.

— Eu já salvei tantas vidas e agora é o momento de eu salvar a minha. Seria justo dar uma satisfação pública que estou dando um tempo na militância, já que é para tratar a saúde. Esse é um câncer bem receptivo a quimioterapia, então me aguardem porque eu volto.