Novelas

Vilões ou mocinhos? Relembre personagens que deram o que falar nas novelas

Leôncio, Nazaré e Félix são alguns dos personagens que ficarão para sempre na memória dos noveleiros de plantão

Lívia Oliveira (livia.oliveira@redebahia.com.br )
- Atualizada em

Em 70 anos da TV brasileira, sejam vilões ou mocinhos, muitos personagens fizeram história e ficaram na memória de todos nós. Um bordão chiclete, um jeitinho meigo e sonhador, e atitudes extremamente cruéis fizeram alguns personagens virarem assunto nas rodas de conversa e inspiração eterna para memes. Vem lembrar com a gente! 

Foto: divulgação / TV Globo / Band / RecordTV

Perpétua: todo mundo conhece alguém que critica tudo, paga de santa, mas no fundo faz até pior. Essa é a melhor classificação para a beata da novela 'Tieta' (1989), da Rede Globo, que tirou o sossego dos moradores de Santana do Agreste. A "defensora" da moral e dos bons costumes aprontou todas, mas no fim ficou provado que escondia vários segredos, da peruca ao conteúdo misterioso da caixa (supostamente era o órgão sexual do marido falecido, Major Cupertino). 


Paola Bracho: 
a gêmea má da novela ‘A Usurpadora’, que foi exibida originalmente em 1998 pela emissora mexicana Canal de las Estrellas e reprisada sete vezes pelo SBT, fez história. Com seu cabelo chanel impecável, um provocante batom vermelho e uma ambição insaciável, Paola Bracho (Gabriela Spanic) se tornou uma das maiores vilãs das telinhas. Além de aprontar todas e passar pela irmã boa, Paulinha, sua ironia deu o que falar na web e rendeu bons memes.


Nazaré Tedesco:
para quem assistiu a novela 'Senhora do Destino' (2004), da Rede Globo, ou não, a personagem Nazaré é icônica. A personagem de Renata Sorrah roubou a pequena Lindalva da mãe, matou inimigos empurrando-os da escada, saiu no tapa com Maria do Carmo e até na cadeia não perdeu a pose, ao afirmar que o sabonete estragaria o cabelo. Nazaré virou um meme eternizado, principalmente pelos seus momentos de grande autoestima - "Gostosa! Irresistível! Impressionante como o tempo só te valoriza". 


Leôncio:
malvadeza e sedução era com ele mesmo. O personagem de Leopoldo Pacheco no remake de 'Escrava Isaura' (2004), produzida e exibida pela RecordTV, deu o que falar nas telinhas. Ele queimou o testamento do pai, que concedia a alforria a Isaura, e fez da vida da jovem um inferno absoluto.


Maria Flor:
todo noveleiro raiz tem apreço pelas mocinhas sofredoras. A personagem de Juliana Silveira na novela 'Floribella' (2005), da Band, se encaixa perfeitamente neste perfil, tanto que mesmo após 15 anos da exibição da trama a atriz ainda recebe o carinho do público pela doce Maria Flor. A mocinha era uma mistura de 'A Noviça Rebelde' e 'Cinderela'

Maria Flor, que era órfã desde os 16 anos, precisou trabalhar desde nova para se sustentar, sonhava em ser cantora e acabou se apaixonando pelo irmão mais velho dos órfãos que cuidava, Frederico. Sua alegria contagiante ao cantar e dançar usando seu tênis predileto "Bamba da Sorte" encantou a noite dos telespectadores. 


Carminha:
impossível esquecer a madrasta má e, anos depois, golpista profissional em enganar Tufão e a família dele. A personagem de Adriana Esteves, em 'Avenida Brasil' (2012), também fez história da TV brasileira e caiu no gosto dos fãs de memes. Você com certeza ficou com raiva quando ela deixou Rita no lixão e, anos depois, fez a mocinha de escrava e até a enterrou viva.  


Delegado Nogueira:
quando o assunto é criar uma falsa imagem de bonzinho para aprontar todas ele é mestre. O delegado corrupto da novela 'Vidas Opostas' (2012), da RecordTV, não media esforços para conseguir o que queria. O personagem de Marcelo Serrado recebia dinheiro de traficantes, se envolvia com prostitutas e era extremamente violento com a esposa, Neusa, e ainda estuprava a sua aliada Erínia. E, como o telespectador tanto sonha ao ver as maldades de um vilão sem escrúpulos, ele teve um final trágico: com um tiro pelas costas dado por Erínia. 


Félix:
dono de uma língua afiadíssima e dos melhores bordões, Félix, da novela 'Amor à Vida' (2013), fez história nas telinhas e ganhou o gosto do povo. Você com certeza já usou as famosas frases  "será que eu salguei a Santa Ceia" e "devo ter sambado no Santo Sepulcro" em sua rotina ou ouviu algum conhecido repetindo a expressão por aí. O personagem também protagonizou o primeiro beijo gay na TV Globo com Niko (Thiago Fragoso), no final da trama. 


Bibi Perigosa:
será que vale tudo por amor? A personagem de Juliana Paes em 'A Força do Querer' (2017), da TV Globo, mostrou que o amor pode virar completamente a cabeça. Bibi entrou na vida do crime sem pensar duas vezes por amor a Rubinho. Ela até incendiou o restaurante onde o amado trabalhava para que a polícia não tivesse acesso ao computador que ele usava e estava cheio de provas contra ele. 


Jezabel
: vilã inescrupulosa. Impossível não citar a personagem de Lidi Lisboa da macrossérie 'Jezabel' (2019), da RecordTV, em uma lista sobre personagens marcantes e/ou polêmicos. A princesa fenícia, que  se casa com o rei Acabe e se torna a mais perigosa rainha de Israel, usava sua maldade para tentar impor ao povo israelita a adoração aos seus deuses pagões. Ela enfrenta o pai, o marido, provoca guerras e, o principal, se livra dos "inimigos" com um sorriso no rosto.