Onde Está Meu Trio

Coelba retirou cerca de meia tonelada de cabos irregulares no Carnaval

Operação de segurança com a Rede Elétrica foi iniciada no primeiro dia oficial do Carnaval e durou os seis dias da festa. Ação ocorreu também no Litoral Norte e na Ilha de Itaparica

Publieditorial
- Atualizada em

Para garantir a segurança dos foliões e a qualidade do fornecimento de energia durante o Carnaval de Salvador, a Coelba, empresa do Grupo Neoenergia, intensificou o trabalho de fiscalização das ligações irregulares nos circuitos da festa: Barra-Ondina, Campo Grande e Pelourinho. Os bairros Boca do Rio, Itapuã, Piatã, Periperi, Plataforma e Cajazeiras, que tiveram programação de Carnaval, também foram incluídos no roteiro das fiscalizações.

Foto: Divulgação/ Coelba
Foram 900 intervenções no total, durante os seis dias de festa. Da quinta-feira (28/02) até a terça-feira (05/03), os técnicos da Coelba fizeram a apreensão e remoção de cerca de meia tonelada de cabos de ligações irregulares, instaladas à revelia da Concessionária, nos circuitos do Carnaval.

As equipes da Coelba atuaram inspecionando aproximadamente 10 mil ambulantes credenciados pela Prefeitura de Salvador, para observar se as ligações de energia estavam dentro das normas técnicas e do padrão de segurança exigidos pelo setor. Foram 53 profissionais em campo no trabalho de fiscalização, somente em Salvador.

Os técnicos da Coelba também atuaram no Litoral Norte, nas praias de Guarajuba, Diogo, Itacimirim e Praia do Forte, além da Ilha de Itaparica, com a fiscalização de barracas, condomínios, pousadas e comércios. Com 35 profissionais em campo, foram encontradas 55 irregularidades. Sete quiosques e duas mariculturas foram autuados com irregularidades.

A ligação clandestina é um risco para a população, pode provocar curto circuito e acidente grave. E o furto de energia é crime, sujeito às penalidades do artigo 155 do Código Penal Brasileiro, cuja pena pode alcançar até oito anos de reclusão.

*Conteúdo de responsabilidade do anunciante