Onde Está Meu Trio

Pelô em festa! Confira 10 atrações de destaque para curtir sem pagar nada

Saiba como foi a Lavagem do Pelourinho e veja shows principais que acontecem nos próximos dias

Vanessa Brunt, do Correio 24 horas (vanessa.brunt@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Se as fantasias e a purpurina já tinham saído do armário desde o final de semana, foi nesta quarta-feira (7) que elas ganharam bênção e fizeram sentir o real espírito carnavalesco: na rua, na gente - com qualquer tempo.

A água no pé parecia rio, mas os calçados não tinham preguiça e fizeram ondas no chão sem medo. Foi assim, com pingos fortes vindo do céu e nenhum corpo parado, que a 28ª Lavagem Cultural da Funceb abriu, às 15h, o Carnaval do Pelô. Lenira Santos, 67, por exemplo, não parava de balançar braços e pernas. "Venho há 18 anos e sempre lota, meu Carnaval é aqui!", contou, enquanto curtia com as amigas.

Lavagem Cultural aconteceu nesta quarta-feira (7) (Foto: Almiro Lopes/CORREIO)

O cortejo saiu do Palácio do Rio Branco relembrando sucessos do axé até chegar no Largo Pedro Archanjo. O som do sopro e percussão do Maestro Reginaldo Xangô deu prosseguimento ao momento de pré-folia do local.

Na ocasião, foram coroados o Rei e a Rainha da festa: Xandy Avião e Paula Sanffer, cantora da Timbalada, que passou pelo reality The Voice. "Pelourinho é limpeza de energia, tradição com inovação. Começar o Carnaval assim é mais do que uma honra, é limpeza de alma", exclamou a artista, com os traços de tinta no rosto.

Xandy concordou com a colega, em meio à chuva que fazia poesia, e ainda ponderou: "Pelourinho é berço. Hoje estou virando baiano de vez, e sei que é só o começo da festança". 

Além dos coroados, o momento contou com uma convidada para lá de especial, a Deusa do Ébano do Ilê Aiyê, Jéssica Almeida dos Santos, de 19 anos, coroada na 39ª edição da Noite da Beleza Negra que aconteceu no mês passado, na Senzala do Barro Preto, em Salvador. "O Carnaval hoje é uma grande mistura musical e precisamos lembrar que tudo isso começou com a música afro. Aqui estamos lembrando da tradição", falou.

À moda antiga?
A cara do lugar, com as marchinhas, o balé folclórico e os colares havaianos, era realmente de um Carnaval à moda antiga, mas só pra provar que ele nunca envelhece. Como disse a diretora da Funceb, Renata Dias: "Provamos que o Carnaval está vivo em todas as suas formas, e nos próximos dias isso vai ficar ainda mais forte".

O bloco Afoxé, por exemplo, vai sair no Circuito Batatinha, na sexta e no sábado. As dançarinas do bloco, Alana Santos e Jane Araújo, vieram diretamente da Turquia para a lavagem e para os próximos dias de folia do Pêlo.

Mas, o Pelô vai muito além das fanfarras nos próximos dias de folia. A mistura gratuita é feita com novos e consagrados nomes da música baiana.

Confira
:

FARRA DEPOIS DA FANFARRA

Sexta Orquestrada
Apesar da Lavagem ter um tom tão carnavalesco e fazer uma abertura não oficial da maior festa de rua do mundo, o Carnaval do Pelô começa, de fato, na sexta-feira (9), com a chamada de Sexta Orquestrada, que tem um dia destinado às apresentações de orquestras, que saem do óbvio tocando repertório com diversos gêneros musicais. A abertura vai contar com as orquestras de Paulo Primo, Fred Dantas, Zeca Freitas, Sérgio Benutti e Hugo Sambone. O início das apresentações está marcada para 16h.

Circuito Batatinha
O Carnaval no Pelô preza pela diversidade e leva todos os anos diversas atrações gratuitas à rua. Os principais ritmos presentes são reggae, afoxé, MPB, pop e axé. Isso começa com mais força quando o Circuito Batatinha é tomado, de quinta (8) até terça (13), no Pelourinho e nas praças (Praça da Sé e Praça Castro Alves), sendo destinado aos foliões que preferem brincar o Carnaval ao som de fanfarras, blocos, marchinhas e pequenos grupos que se concentram no local. É uma alternativa para fugir de toda agitação causada nos Circuitos Dodô e Osmar. 

O Circuito vai contar com atrações como a Banda Muzenza e Filhas de Gandhy. Confira a programação completa do Batatinha.

Confira 10 atrações imperdíveis e variadas para curtir a folia no Pelourinho:

1. Baiana System: Domingo, às 1h, no Largo do Pelourinho
2. Ronei Jorge, Gilvani Cidreira e Maglore (foto): Domingo, às 22h30, no Largo do Pelourinho
3. Grupo Canela Fina: Terça-feira, às 15h30, no Largo Pedro Arcanjo
4. Baco Exu do Blues: Terça-feira, às 17h30, no Largo Tereza Batista
5. Lazzo Matumbi (foto) e Amanda Santiago: Sexta-feira, às 19h e 21h30, respectivamente, no Largo do Pelourinho
6. Banda Vivendo do Ócio: Terça-feira, às 22h, no Largo Pedro Arcanjo
7. Mateus Aleluia, Rita Benneditto e Ana Mametto (foto): Domingo, às 20h, no Largo do Pelourinho
8. Afrocidade, Luedi Luna e Xênia França (foto): Sábado, às 19h, no Largo do Pelourinho
9. Riachão (foto), Ana Paula Albuquerque e Paulinho Timor e Os Bambas de Samba: Terça-feira, às 19h, no Largo do Pelourinho
10. Hugo Sanbone, Márcia Short (foto) e Aloísio Menezes: Segunda-feira, às 17h, no Largo do Pelourinho

Ainda tem: Gerônimo Santana, sábado, às 0h, no Largo Pedro Arcanjo, além de Manuela Rodrigues, Cláudia Cunha e Sandra Simões: sábado, às 21h30, no Largo do Pelourinho.