Petlovers

Piso muito escorregadio e liso pode prejudicar as articulações dos cachorros

Mayra Cardi e Arthur Aguiar doaram seu cachorro porque o bicho não se adaptou ao chão de porcelanato do apartamento deles

Ana Carolina Diniz, da Agência O Globo

O casal de famosos Mayra Cardi e Arthur Aguiar causou polêmica na internet ao divulgar a doação de seu cachorro Pipoca, um golden retriever, porque o bicho não se adaptou ao chão de porcelanato do apartamento. O cão tem uma displasia coxofemoral, doença que afeta as articulações e a musculatura, deixando a parte de trás do animal “arriada”. A dupla de celebridades foi, então, muito criticada nas redes sociais.

Para o adestrador e especialista em comportamento animal Cleber Santos, quem tem bicho, deve sempre evitar pisos muito lisos e escorregadios. — Além de causar acidentes, esse tipo de piso força o cão a fazer um esforço muito grande nas articulações para manter o equilíbrio em tarefas simples, como sentar ou se levantar. Segundo estudos, isso pode causar a displasia coxofemoral, que é muito dolorosa, ou agravar casos já existentes da doença — alerta Santos.


Assim, se você pretende ter um animal no apartamento, antes de trazê-lo para o lar é recomendável verificar qual o piso mais adequado, que não fará muito barulho quando o cachorro andar ou correr pelos cômodos, nem prejudicará o bichinho. — Sugiro investir em piso de cerâmica que, além de diminuir os ruídos, facilita a limpeza, caso o cachorro solte muitos pelos — diz o especialista.

Além do piso, os donos de pets precisam garantir a segurança do animal, principalmente em ambientes altos. Antes de mais nada, é preciso verificar todas as janelas/varandas do apartamento e descobrir até onde o animal terá acesso. — O ideal é instalar redes de proteção para manter os animais fora de perigo, e isso não só para gatos, como também para cães. As redes trazem segurança para o bicho correr e brincar pelo ambiente — diz Santos.

Outra sugestão do especialista é deixar o piso sempre limpo e longe de qualquer objeto potencialmente perigoso que possa ser ingerido: — Manter plantas, alimentos, revistas e sapatos em locais altos, fora do alcance do animal, também é importante — lembra.