Casal de irmãos morre ao bater contra poste em Ondina


Um casal de irmãos morreu em um acidente envolvendo uma motocicleta e um veículo na manhã desta sexta-feira (11), em Ondina, em Salvador. O acidente aconteceu por volta das 8h, na avenida Oceânica, em frente ao Ondina Apart Hotel, no sentido Rio Vermelho.

Segundo informações da Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador), os dois ocupantes da motocicleta, os irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes Dias, de 22 e 23 anos, respectivamente, bateram contra um poste e morreram na hora. Emanuelle era estudante de direito.

Acompanhe o trânsito de Salvador por câmeras ao vivo

Uma veículo branco da marca KIA, modelo Sorrento, também envolvido no acidente, perdeu o controle e bateu contra a grade de proteção do hotel, cerca de 10 metros a frente do local onde a motocicleta bateu. 

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi enviada ao local, mas os ocupantes da motocicleta já estavam mortos. Eles prestaram socorro à motorista do carro, identificada como Kátia Vargas Pereira, 45 anos, que se envolveu no acidente.  Ela foi socorrida para o Hospital Aliança.Discussão antes de acidenteSegundo testemunhas, os dois veículos se tocaram em alta velocidade e ambos perderam o controle. A motocicleta bateu contra o poste, e Kátia, que é médica oftalmologista, invadiu o passeio e bateu contra a grade de proteção do hotel. Ainda de acordo com testemunhas, eles teriam tido uma breve discussão após a motorista do veículo ter fechado o motociclista em uma sinaleira cerca de 200 metros antes do acidente. Já a delegada substituta da 7ª Delegacia Territorial (DT/Rio Vermelho), Acácia Nunes, disse que ainda era cedo para confirmar esta hipótese. “Ouviu-se dizer que teria havido uma discussão. A gente ainda não tem esta comprovação e está colhendo informações, depoimentos, de pessoas que poderiam ter visto o acidente”, disse. “A princípio ouvimos apenas que um estava atrás do outro. Mas essa suspeita de que teria havido uma discussão no trânsito, isso eu não posso afirmar”A delegada Acácia também não confirma que os dois veículos estivessem em alta velocidade. “Olha, a motocicleta é um veículo onde a pessoa fica muito vulnerável. Qualquer impacto, seja na frente, seja lateral, fatalmente empurra a moto e uma queda pode ser fatal. Então não posso aqui averiguar agora que tipo de velocidade [os veículos tinham no momento do acidente]”, opinou. “Só a perícia pode dizer isso, e nós estamos aguardando o veredito”.

Funcionário relata briga entre motoristas
O funcionário de um posto de gasolina da região, que não quis se identificar, disse ao Correio24horas ter visto o acidente e falou que briga pode ter provocado a colisão. “A motorista saiu de uma transversal e deu uma fechada na moto. O rapaz [que dirigia a motocicleta] bateu com a mão no vidro do carro dela para reclamar e saiu em alta velocidade”, relatou.”A mulher continuou atrás e bateu no fundo da moto porque estava muito rápido e eles bateram no poste. Depois ela se assustou e jogou na contramão, mas deu tempo de retornar para a pista”, contou o funcionário. “Ela [a médica] virou de vez o volante e acabou batendo o carro entre o poste e o portão do hotel”, concluiu.Perícia investiga causas de acidente
Durante a análise do local do acidente, um perito do Departamento de Polícia Técnica (DPT) disse: “Não tem marcas de pneu queimado no chão, nem onde ela bateu, nem onde os caras morreram”. Isto indicaria que não houve frenagem de nenhum dos veículos durante a colisão. O DPT está no local, e os corpos dos dois irmãos serão encaminhados para uma perícia antes de serem liberados para o sepultamento. O local do acidente está isolado, e o caso será investigado pela 7ª DT (Rio Vermelho). Caso seja comprovado que a médica saiu em perseguição à motocicleta, ela poderá ser autuado em flagrante na unidade médica para onde foi socorrida. *Com informações da repórter Fernanda Varela, do jornal Correio.*Atualizado às 12h26.Matéria original do Correio
Casal morre ao bater contra poste em frente a hotel em Ondina