Salvador

14ª Marcha Com Jesus leva multidão de foliões evangélicos para a Avenida Oceânica

Em um dos 15 trios que passaram pela avenida estavam Cacique Johnny, ex-Chiclete com Banana e Débora Brasil, ex-dançarina do É o Tchan

Camila Mello | Redação CORREIO (camila.mello@redebahia.com.br)
- Atualizada em

O Carnaval passou faz tempo, mas, na tarde de ontem, muitos baianos voltaram a vestir abadás e a pular atrás do trio. Era a 14ª Marcha Com Jesus que, além de reunir evangélicos de igrejas de várias denominações pentecostais e neopentecostais, como Renascer em Cristo e Assembleia de Deus, trouxe de volta à avenida vários artistas do axé music que fizeram sucesso na década de 80 e 90 e que, dessa vez, desfilaram pela Avenida Oceânica louvando a Deus. Mas, embora o propósito agora seja diferente, o ritmo continua o mesmo.

Em um dos 15 trios que passaram pela avenida estavam o Pastor Ivan Dias, que começou a carreira na banda Laranja Mecânica; Cacique Johnny, ex-Chiclete com Banana; Julinho Cavalcante, que tocou na Banda Reflexus; e até Débora Brasil, ex-dançarina do É o Tchan, que  se juntaram para animar os “foliões” tocando axé. A diferença agora é que, ao invés de tirar os pés do chão, eles sugerem "pisar na cabeça do Diabo".

Ivan Dias explica: "Tocamos o mesmo ritmo, mas a mensagem é diferente. É uma mensagem de vida. Oramos para a família, para a cidade, no intuito de resgatar alguns valores que foram perdidos. A Bíblia afirma que Davi dançava, Moisés dançava. Então não há nada que não seja bíblico aqui".

Em um palco montado no final do percurso, no Farol da Barra, o prefeito João Henrique recebeu uma chave simbólica da cidade e orou ao lado de apóstolo Estevam Hernandes, um dos líderes da Igreja Renascer em Cristo. A Polícia Militar não confirmou a estimativa de público que era de 1 milhão de pessoas.