Salvador

'Acho difícil que a gente retome o ano letivo no mês de junho', diz ACM Neto

Prefeito também falou que férias e recessos escolares podem ser suspensos para cumprir o calendário do ano letivo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Durante uma coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (22), durante a inauguração do módulo auxiliar  da Unidade de Pronto-Atendimento dos Barris , o prefeito ACM Neto adiantou alguns detalhes do retorno às aulas em Salvador.

"Nós vamos ter que sacrificar, em razão do coronavírus, qualquer recesso ou qualquer férias, não só este ano, mas provavelmente em 2021 também. Infelizmente, as escolas são um vetor importante da transmissão do vírus e as aulas são uma das últimas atividades que terão o retorno. Acho difícil que a gente retome o ano letivo no mês de junho. Então, é possível que nós tenhamos que atravessar todo o mês de junho sem aulas na rede municipal e particular de ensino", explicou ACM Neto.

O prefeito disse ainda que a ideia não é perder o ano letivo de 2020 e que a Secretaria de Educação e a Prefeitura irão fazer o máximo para assegurar isso. Ele informou que haverá também, além da plataforma online, a possível inauguração de um canal em TV aberta nas próximas semanas com um conteúdo para atender os alunos da rede municipal.

Na coletiva, o prefeito informou que houve uma diminuição de casos do novo coronavírus na região da Plataforma em decorrência das medidas restritivas e, na segunda-feira (25), irá anunciar outros bairros que sofrerão mudanças para conter o avanço da doença.