Salvador

Acusados de matar assessor de vereador serão apresentados nesta terça (11)

Ele foi encontrado morto na Baixinha de Santo Antônio, em São Gonçalo do Retiro com um tiro na cabeça

Redação CORREIO (redacao@correio24horas.com.br)
- Atualizada em

Serão apresentados às 10h desta terça-feira (11) no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) os quatro homens acusados de matar o assessor do vereador petista Henrique Carballal no dia 22 de setembro. Luiz Alberto Mota Moura, de 44 anos, era o principal assessor de gabinete do político. Ele foi encontrado morto na Baixinha de Santo Antônio, em São Gonçalo do Retiro.


Luiz foi morto com um tiro na cabeça e foi encontrado sem os documentos. As investigações apontam que ele pode ter sido vítima de sequestro relâmpago - houve saque em suas contas bancárias.


Na época do crime, Carballal disse ter visto Moura dois dias antes do crime, quando ele trabalhou normalmente até as 18h. O vereador acredita que o crime tenha sido um latrocínio. "Eu espero que os criminosos sejam identificados e a Justiça seja feita o mais rápido possível", diz Carballal, lamentando a perda do assessor. Moura deixa esposa. Ele não tinha filhos.