Salvador

Aeroporto de Salvador terá 19 pontes de embarque

Terminal de passageiros será expandido em 15.000 m²

Jordan Dafné, do Correio 24h

Como parte das reformas planejadas pela nova concessionária, o Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães ganhará 8 novas pontes de embarque e terá o terminal de passageiros expandido em 15.000 m². O crescimento local deve também aumentar a capacidade de passageiros na hora-pico bem como as vagas de estacionamento.

Foto: Arquivo/Correio

As novidades foram divulgadas durante uma palestra do presidente do Conselho da Vinci Airports Brasil, José Luís Meghini, realizada ontem  no Sheraton da Bahia Hotel. A Vinci venceu o leilão do aeroporto em março deste ano, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), depois que ofereceu R$ 660,9 milhões de entrada pelo terminal. O valor total chega a R$ 1,59 bilhão. O valor mínimo de investimento determinado pela  Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) é de R$ 2,35 bilhões. O presidente da Vinci fez questão de esclarecer que sabe dos problemas de infraestrutura e organização do aeroporto, classificado como o pior do país em um levantamento do Ministério dos Transportes.

“O aeroporto é um organismo vivo, ele precisa ser cuidado para sobreviver. Percebo que falta disciplina no aeroporto de Salvador e pretendemos trazer isso da melhor maneira”, contou. José também garantiu que problemas básicos como o funcionamento de escadas rolantes, elevadores e conexão wi-fi devem ser resolvidos nas primeiras etapas da reforma que será dividida em quatro fases. A Fase I-A, quando ocorre a transferência operacional já está acontecendo, já as fases I-B e I-C, que incluem adequação da estrutura e ampliação, respectivamente, ainda não possuem prazos determinados, mas devem ser concluídas em, no máximo, 24 meses.