Salvador

Anac apura falta de energia no aeroporto de Salvador

No total, 23 voos sofreram algum problema na segunda-feira (15)

Agência Brasil

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou nesta quinta-feira (16) que instaurou um procedimento administrativo para apurar as causas da queda de energia que causou atrasos em voos no Aeroporto Internacional de Salvador, na madrugada de segunda-feira (15). No total, 23 voos sofreram algum problema por causa da queda de energia.

De acordo com a agência, ao fim do processo "a concessionária poderá ser multada em percentual do seu faturamento anual, calculado com base no impacto causado na prestação do serviço aos passageiros, entre outros aspectos".

A Anac informou que os fiscais que atuam no terminal comprovaram que o problema elétrico teve início 1h40, sendo restabelecido às 6h05 da manhã. Todos os serviços no aeroporto foram restabelecidos por volta de 8h30.

Em nota, a Vinci, concessionária que administra o aeroporto, disse que a falta de energia foi causada pelo rompimento de um cabo subterrâneo de energia elétrica que alimenta o aeroporto.

Segundo a empresa, o serviço de reparo realizado pela empresa fornecedora de energia, a Coelba, durou cerca de 4 horas e 30 minutos em virtude da complexidade do serviço. O fornecimento foi restabelecido às 05h56.

A concessionária disse que está colaborando com as autoridades e informou que “já encaminhou todas as informações e dados sobre o ocorrido para a Anac, conforme determina o contrato de concessão. Além disso, aproveitamos para reafirmar empresa está 100% comprometida em cumprir com todas as suas obrigações contratuais”.