Salvador

Após 15 horas sem luz, energia é restabelecida na rodoviária

Energia parou após falha em transformador

Redação do Correio 24 Horas
A energia elétrica foi restabelecida no Terminal Rodoviário de Salvador, nesta quarta-feira (13), após quase 15 horas sem luz. Conforme informações do técnico administrativo da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agerba), Abd Ul Novais, era por volta de meio-dia quando o tranformador que apresentou problemas foi substituído e a energia elétrica voltou. O equipamento apresentou falha por volta das 21h desta terç-afeira (12).
"Nós não conseguimos operar normalmente durante esse tempo, mas fizemos o que estava ao alcance da Agerda, que era acionar as empresas responsáveis, neste caso, a Coelba. Eles mandaram técnicos e um novo transformador, que é um dos seis que abastecem o terminal", explicou.
Conforme Abd Ul, a Coelba deve apresentar um relatório nos próximos dias, explicando o que motivou a falha no equipamento. Por meio de sua assessoria, a Coelba confirmou que a energia foi restabelecida ao meio-dia mas negou, porém, que exista um relatório a ser apresentado. Ainda conforme a empresa, o transformador que apresentou defeito foi substituido por um novo.
Centenas de pessoas não conseguiram viajar neste período, já que os guichês das agências de viagem precisam do sistema para operar. Foi o caso da cuidadora Marineide da Silvfa Ribeiro, 49 anos, que chegou ao aeroporto de Salvador por volta de 7h30 e foi direto para a rodoviária. Às 9h30, ela ainda não havia conseguido comprar o bilhete. Marineide, que é ipiraense, mora em São Paulo há 25 anos e veio para a Bahia visitar os familiares.

"Eu acho isso um absurdo, uma falta de respeito enorme. A gente chega aqui já cansada, doida para rever a família e precisa passar por isso", relatou. Acompanhada da filha, a estudante Isabella Ribeiro, 13, Marineide resolveu continuar aguardando. "Eu vou esperar que a luz volte, porque não tenho escolha. Se a saudade não fosse grande, eu voltaria para São Paulo", lamentou.
A enfermeira Regiane dos Santos, 35, chegou de São Paulo e saiu direto do aeroporto para a rodoviária. Paulistana, ela pretendia pegar um ônibus para Seabra, na Chapada de Diamantina, mas ainda não conseguiu. "Eu pesquisei antes, no site diz que dá para comprar na hora. Não esperava esse problema em cima da hora", afirmou ela, que não tem conhecidos em Salvador. "O jeito vai ser sentar e aguardar, como a maioria das pessoas que não conseguiram". 
O transtorno foi o mesmo para a dona de casa Railda dos Santos, 47, que chegou na Rodoclinica às 5h para entregar o resultado  de um exame.  A clínica, que funciona por ordem de chegada, também  não  tem  energia. "Os funcionários informaram a gente lá  para 7h. Eu vou esperar só mais uma hora pra ver, pelo menos não  sou viagem de balde", relatou ela, que aguarda há  três horas na fila, mora em Itinga, na Região Metropolitana  de Salvador  (RMS). 
De acordo com Abd Ul, pelo menos 10 mil passageiros circulam pelo Terminal Rodoviário de Salvador diariamente.