Salvador

Atentado na praia de Jaguaribe: estudante morre com tiro na cabeça

Juliana Celina da Santana Silva Alcântara, de 20 anos, não teve nem tempo de reagir ao ataque

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Nesta terça-feira (5), quatro pessoas morreram após um ataque na praia de Jaguaribe. Uma delas foi a estudante Juliana Celina da Santana Silva Alcântara, de 20 anos. De acordo com a apuração do CORREIO, ela morreu sentada em uma cadeira de praia com um tiro na cabeça. 

Testemunhas contaram ao jornal que os dois atiradores chegaram ao local de moto e desceram até a areia para executar Lucas Santos da Cruz. Ao identificar um "segundo alvo", eles começaram a atirar aleatoriamente em direção aos banhistas. Ainda segundo a polícia militar, Lucas tinha passagem por tráfico de drogas e realizava assaltos na região.

A jovem, que cursava biomedicina, estava na praia com a mãe, Elenilce Alcântara, e outros familiares. Ela não teve nem tempo de reagir ao ataque e o seu corpo ficou coberto por uma canga.

Estudante Juliana (Foto: reprodução Correio)

Na ocasião, Elenilce chegou a ser atingida com um tiro de raspão. A mãe da estudante foi atendida na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Itapuã e já foi liberada. 

Outras duas pessoas que não eram alvo dos criminosos, mas acabaram baleados e não resistiram foi André Luiz Cunha dos Santos, que não teve a idade divulgada, e Igor Oliveira Lima Filho, de 16 anos. 

Em entrevista ao CORREIO, um amigo de Igor contou que ele era o mais velho de três irmãos e que costumava frequentar a praia para jogar futevôlei.