Salvador

Avanço das obras do metrô altera trânsito em Salvador

A medida será necessária para dar continuidade aos serviços de readequação do sistema de trânsito na região do Iguatemi

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em
A via que dá acesso ao viaduto Raul Seixas, localizado em frente ao Shopping da Bahia, será interditada a partir das 23h desta quarta (3) até as 5h de sexta-feira (5). A medida será necessária para dar continuidade aos serviços de readequação do sistema de trânsito na região do Iguatemi, em Salvador, e possibilitar a implantação de estação metroviária. As intervenções integram as obras da Linha 2 do Sistema Metroviário Salvador-Lauro de Freitas.No período, uma rampa será construída onde atualmente existe um canteiro. A intervenção acontecerá com a intenção de permitir que, no futuro, os condutores que seguirem pela Avenida Tancredo Neves, em direção ao viaduto, possam cruzar das vias da direita para as da esquerda e, por fim, acessem o viaduto. Durante as 30 horas de interdição, quem seguir pela Avenida Tancredo Neves, em direção à Avenida ACM, terá que fazer o retorno mais à frente, na Rótula do Abacaxi. De acordo com o diretor de obras da Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), Hernani Baltazar Júnior, foi escolhido o feriadão de Corpus Christi, quando o fluxo de veículo é menor na região, para realizar as intervenções com o menor impacto possível na rotina da cidade. "Esta data foi definida juntamente com a Transalvador. À medida em que a obra avance em direção à Paralela, vamos ter este tipo de interferência". A previsão é de que, em janeiro de 2016, as estações Acesso Norte/Linha 2, Detran e Rodoviária estejam à disposição dos usuários do metrô.
Futuras modificações
Pontos de ônibus provisórios também estão sendo construídos na região para atender aos passageiros quando a estação de transbordo estiver em obras para abrigar salas técnicas e operacionais do metrô. Uma passarela provisória está sendo erguida ao lado da atual, que em breve será substituída por outra mais alta e mais larga.A remoção da passarela é necessária porque uma das colunas está localizada em plena via, próximo da entrada da Rodoviária. A coluna será demolida para ampliar a avenida. A expectativa é que, no fim de junho, logo após os festejos de São João, as modificações provisórias, que incluem a passarela e novas paradas de ônibus, já estejam concluídas.