Salvador

Bairro de Salvador volta a abrir após seis semanas; outros quatro têm medidas restritivas

Prefeito ACM Neto anunciou renovação de medidas protetivas contra a Covid-19

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O prefeito ACM Neto anunciou nesta sexta-feira (21) que os bairros de Pernambués, São Cristóvão, Santa Cruz e Plataforma terão medidas restritivas pelos próximos sete dias, para contenção do novo coronavírus. Por outro lado, o Nordeste de Amaralina terá relaxamento após seis semanas.

Nesse período, o bairro ficou apenas com serviços essenciais funcionando. “Vamos acompanhar essas novas condições na localidade, restringindo o horário do comércio a seis horas por dia. Mas, se for preciso, iremos fechar tudo de novo”, afirmou ACM Neto. 

Quem também saiu da lista foram os bairros de Mata Escura e Pirajá. Já Pernambués, São Cristóvão e Santa Cruz seguirão por, pelo menos, mais sete dias com medidas restritivas. O outro bairro da lista é Plataforma, que foi reincluído nas medidas de proteção.

“Plataforma esteve na relação quando adotamos as primeiras medidas restritivas, no início da pandemia. Ficamos lá por quase um mês. Os números haviam melhorado muito na época, mas voltaram a piorar. Antes que a doença se alastre de maneira incontrolável, decidimos retornar ao bairro a partir do domingo (23)”, disse o prefeito de Salvador. 

Blitz

ACM Neto também comunicou o retorno de mais duas ações para o enfrentamento do coronavírus na capital baiana. Uma delas é a volta das blitz educativas realizadas pela Transalvador com foco em monitorar o uso das máscaras de proteção pelos condutores e passageiros de veículos nas vias. A outra iniciativa é a utilização de carros de som, que irão circular por toda a cidade para alertar e orientar à população sobre a pandemia. 

O chefe do Executivo municipal lembrou que, na quinta-feira (20), Salvador fechou com a taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19 em 53% - a mais baixa de toda a série histórica. “É um grande feito, mas, num contexto geral, isso pode mudar completamente se baixarmos a guarda”, frisou. 

Som alto

O prefeito ainda disse que solicitou junto à Polícia Militar da Bahia reforço nas fiscalizações nos bairros, já a partir de hoje à noite, para coibir a formação de festas com paredões, como foi constatado em alguns bairros nos últimos dias. Caso ocorrências do tipo continuem frequentes, a Prefeitura tomará medidas mais rígidas. “Se houver insistência dessas atividades noturnas, que geram aglomeração, não hesitaremos em determinar o toque de recolher”, declarou ACM Neto.