Salvador

Baterista do Estakazero sai do coma induzido

Músico está internado desde o dia 19 de julho, após ser baleado na cabeça

Da Redação (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Internado desde o último dia 19 no Hospital Geral do Estado após ser baleado na cabeça durante um assalto no Caminho das Árvores, o músico Paulo César Perrone, 32 anos, baterista da banda Estakazero, apresentou uma melhora do quadro clínico e saiu do coma induzido na manhã desta segunda-feira (8), segundo boletim médico divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).


Perrone foi baleado quando passava com o seu carro, um Fiat Uno, na Alameda das Espatódeas. Ele foi abordado por dois homens em uma moto que efetuaram o disparo mesmo com o movimento intenso na via. Uma das hipóteses investigadas pela polícia é a de saidinha bancária, porque os investigadores do DHPP encontraram no local do crime um envelope do Banco do Brasil vazio, com o nome da mãe da vítima escrito, caído do lado de fora do veículo.


Dois suspeitos de terem atirado em Perrone chegaram a ser presos no último dia 21 depois de uma saidinha bancária contra uma mulher em Lauro de Freitas, mas a polícia já descartou a participação de José Hilton Santos, o Neguinho, e Fabrício Santos no crime contra o baterista.


Imagens mostram suspeitos
No último dia 5, imagens de câmeras de circuito interno de TV, captadas em prédios localizados nas imediações do crime  foram divulgadas à imprensa pelo delegado Marcelo Tannus, responsável pela investigação do caso.


Captadas no Centro Empresarial Iguatemi, na agência Bradesco que fica dentro do Centro e em uma loja na Alameda das Espatódeas, as imagens mostram Paulo César sendo seguido por dois homens, um vestido com uma blusa branca e o outro vestindo uma bermuda azul e um blusa vermelha.


Um dos suspeitos ainda aparece falando ao celular. Segundo a polícia, os dois começam a observar a movimentação da vítima do lado de fora da agência, observam quando ele saca dinheiro na boca do caixa e usa o caixa automático depois o seguem.