Salvador

Blitz sobre uso de máscaras em automóveis terá apenas caráter educativo

Medida é anunciada pelo prefeito ACM Neto neste sábado e começa a valer na próxima quinta (23)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O prefeito ACM Neto anunciou hoje (18), durante a entrega de alimentos, material de higiene e limpeza do projeto Drive Thru Solidário ao Núcleo de Apoio ao Combate do Câncer Infantil (NACCI), que as blitzen de trânsito para verificar o uso de máscaras em motoristas e passageiros de veículos particulares terá, inicialmente, caráter educativo e informativo. Ou seja, não haverá multas no primeiro momento. 

ACM Neto disse que ouviu sugestões e decidiu que uma ampla campanha educativa no trânsito pode, sem a necessidade de punição, ampliar o uso da máscara, o que é recomendado pelas autoridades em saúde pública e por infectologistas. Essa é a única mudança em relação às medidas anunciadas ontem (17) e que começam a valer a partir da próxima quinta-feira.

"O que a gente quer é que, ao saírem de casa, as pessoas usem as máscaras, inclusive no carro. Mesmo que estiver sozinha no automóvel, a pessoa precisa ter a máscara perto para poder usar ao sair do veículo. Dessa forma, ela protege a si próprio e aos outros também, até mesmo se for assintomática. O objetivo e da Prefeitura é sensibilizar a população. Claro que, se não houver resultados concretos, não descartamos a possibilidade de adotar o caráter punitivo", disse o prefeito. 

Com isso, explicou ACM Neto, fica suspenso o projeto de lei que seria enviado no início da semana que vem à Câmara, já que não haverá, por enquanto, o caráter punitivo nas blitzen. "Os agentes da Transalvador vão, a partir de quinta, parar os automóveis e orientar as pessoas em abordagens educativas. A cidade precisa aderir, em caráter pleno, ao uso das máscaras, sejam elas de pano ou descartáveis", frisou o prefeito.  

Outras determinações 
Começa a valer, também a partir da próxima quinta, o decreto que obriga o uso de máscaras no transporte público da cidade. A fiscalização será feita pela Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob). Além disso, a partir do mesmo dia, o uso das máscaras será obrigatório em qualquer ambiente laboral, inclusive para clientes. Nesse caso, a fiscalização ficará a cargo da Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur). 

Outra medida anunciada é que os trabalhadores informais terão que usar máscaras para atuarem nas ruas. Só que, neste caso, a determinação só começa a valer quando a Prefeitura doar as 200 mil máscaras de pano que está adquirindo para os ambulantes. A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) estará à frente do processo.  

"Até agora, temos tido êxito no conjunto de medidas que temos tomado. Salvador tem tido um resultado melhor do que muitas outras cidades, com número de óbitos inferior e com leitos de UTI disponíveis. Por conta disso, tem havido um relaxamento das pessoas. Não podemos baixar a guarda, pois a luta contra o vírus continua. Dessa forma, adotamos essas novas medidas visando ampliar o uso de máscaras", concluiu ACM Neto.