Salvador

Canteiros Coletivos abre seleção para fazer jardins em escolas públicas

Projeto Escola Verde com Afeto vai realizas as ações até outubro, com a transformação de pontos irregulares de lixo em jardins medicinais e comestíveis

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Foto: Acervo/Canteiros Coletivos
O Movimento Canteiros Coletivos vai instalar jardins - de flores, de plantas alimentícias e medicinais - em seis escolas públicas de Salvador. O projeto Escola Verde com Afeto vai realizas as ações nos meses de agosto a outubro, com a transformação de pontos irregulares de lixo em jardins medicinais e comestíveis com painéis artísticos, além de ações de coleta consciente de resíduos no entorno das escolas.

As inscrições podem ser feitas até o dia 5 de agosto. A expectativa é de mobilizar 2.400 pessoas e dar destino correto a 600 kg de resíduos.

Que tal encher de cores e plantas a fachada das escolas? Para isso, estão abertas as inscrições do projeto Escola Verde com Afeto, uma iniciativa do movimento Canteiros Coletivos que vai promover transformações em seis escolas da cidade. As ações acontecem nos meses de agosto a outubro, com a transformação de pontos irregulares de lixo em jardins medicinais e comestíveis com painéis artísticos, além de ações de coleta consciente de resíduos no entorno das escolas. A expectativa é de mobilizar 2.400 pessoas e dar destino correto a 600 kg de resíduos. As inscrições podem ser feitas pelo link disponível no site dos Canteiros Coletivos   e vão até o dia 5 de agosto.

 Além da instalação dos jardins e painéis – que contarão com a participação direta de pelo menos 30 alunos por instituição – cada escola receberá ainda um workshop para sua equipe de educadores e gestores, e fará parte de uma ação de mutirão de coleta consciente de resíduos desenvolvida em parceria com o Instituto Limpa Brasil, um dos apoiadores do projeto.